No a las SAD: Torcedores brasileiros se solidarizam com argentinos

Um ponto de discussão interessante aqui. No site O Barão de Itararé, que discute a mídia, uma nota de apoio aos torcedores argentinos que se opõem a uma ideia do governo argentino em transformar os clubes em SADs, ou seja, sociedades esportivas e tirando status de entidade sem fins lucrativos. Basicamente, transforma os clubes em empresas. Há muita discussão lá sobre isso e vale se inteirar sobre o assunto.

Camisa causa ruído na mais longa parceria entre clube e fornecedor no país

No UOL Esporte, matéria sobre a relação entre Umbro e Atlético Paranaense, a mais antiga do país. A marca inglesa é fornecedora do Atlético desde 1996 e o clube paranaense ficou insatisfeito com a repercussão negativa da camisa temática da Espanha, da linha Umbro Nations, e disse que não foi aprovada pelo conselho.

Uma visita ao lar onde vive um lado esquecido do futebol uruguaio

No site da revista Corner, Felipe de Souza fala sobre a casa de um Montevideo Wanderers, em uma cidade que a concorrência por atenção é pesadíssima com os gigantescos Nacional e Peñarol.

Clubes a favor do VAR cogitaram uso como mandante já em 2018. Não deu certo

Marcel Rizzo, no seu blog do UOL Esporte, a história que alguns clubes que são favoráveis ao VAR cogitaram usar o recurso nos seus jogos em casa, mas pararam no seus departamentos jurídicos.

Não adianta CBF afastar juiz se não muda seu sistema de arbitragem

Rodrigo Mattos fala no seu blog no UOL sobre como a CBF ainda trata mal a arbitragem. Afastou o trio que esteve no jogo entre Vitória e Flamengo, mas não se preocupou em dar condições para que houvesse o VAR sem que os clubes tivessem que bancá-lo.

Cheerleaders na festa de abertura do Brasileirão: que ano é hoje?

No blog das Dibradoras, o questionamento sobre a abertura do Brasileirão, vinda direto de algum lugar do passado – nada glorioso – montado pela CBF.

Ceni nota chuteiras erradas de Wallace em estreia, e meia admite: “Só tenho essas”

Uma bela história contada por Juscelino Filho no Globoesporte.com do jovem Wallace, recém-contratado pelo Fortaleza junto ao modesto Floresta. Ele se destacou no Cearense e chegou ao time dirigido por Rogério Ceni. Eis que o técnico notou que ele entrou em campo com travas erradas para o campo molhado. Ao questioná-lo sobre isso, ele ouviu que o jogador só tinha aquele par. E gastou R$ 400 para comprá-lo, parcelando em três vezes.

Lista: veja dez garotos com potencial para se afirmarem no Brasileirão 2018

No blog na base e na bola, de Pedro Venâncio, uma bela lista de jogadores jovens que podem brilhar neste Brasileirão.

Brasileirão sem VAR é a oficialização da gambiarra

Sempre recomendamos por aqui os textos de Douglas Ceconello, no Meia Encarnada, seu blog no Globoesporte.com. Não é por acaso, amigos e amigas. Mais uma vez, ele manda muito bem falando sobre o VAR e a informalidade do Brasileirão.


Os comentários estão desativados.