No México, o Santos Laguna e o Pumas se juntaram em uma campanha para combater o câncer de mama e lançaram um uniforme alternativo, do mesmo modelo do principal, mas rosa e branco.

Uma parte do dinheiro arrecadado com a venda dessas camisas será destinada a fundações especializadas nessa doença. Durante o mês de outubro, os jogadoresm vão usar detalhes nessas cores para reforçar a campanha.

A iniciativa não é inédita no México. O Cruz Azul também lançou uma coleção cor de rosa para destinar fundos para o tratamento do câncer de mama.

Outros clubes também fizeram camisas rosas, embora não tenham o mesmo objetivo dos mexicanos. No Brasil, o Botafogo já apresentou duas versões diferentes.

O Boca Juniors escolheu o rosa para o seu segundo uniforme, mas vem enfrentando resistência dos torcedores e até da Federação Argentina. A ideia era estreá-lo contra o Rosario Central, neste domingo, mas a AFA ameaçou multar o clube. A diretoria disse que planeja usar a camisa ainda este mês.