“Nós dissemos que chegaríamos à Football League em oito anos, o que pensamos que era agressivo, mas, uma vez que embalamos, pensamos: ‘vamos nessa’”, disse Gary Neville, ao Guardian. A Football League é a entidade que organiza da segunda à quarta divisão do futebol inglês, o último obstáculo da pirâmide antes da Premier League. E “nós” são os ex-jogadores do Manchester United, Ryan Giggs, Paul Scholes, Nicky Butt, Phil Neville, Gary Neville e David Beckham (a partir do começo deste ano) acionistas majoritários do Salford City, que, como um meteoro, conseguiu chegar à League Two com quatro promoções em cinco anos, depois de vencer o Fylde, por 3 a 0, neste sábado, em Wembley, na final dos playoffs da National League, equivalente à quinta divisão.

Em 2014, cinco integrantes da Classe de 1992 que fez história no United compraram o pequeno clube da região de Manchester. Ainda naquele ano, o empresário Peter Lim, dono do Valencia, comprou 50% das ações, deixando cada um dos outros sócios com 10%. No começo do último mês de janeiro, David Beckham entrou na jogada, tirando 10% das mãos do empresário de Cingapura e tornando os ex-jogadores dos Red Devils acionistas majoritários.

Quando o projeto começou, as ambições ainda estavam moderadas, como mencionou Neville. Em entrevista em julho de 2014, Ryan Giggs, então assistente técnico do United e atualmente treinador da seleção galesa, afirmou que o plano era chegar à Championship, segunda divisão inglesa, em 15 anos. O time havia acabado de terminar a Divisão Norte da Northern Premier League em 12º lugar, a 22 pontos de uma posição nos playoffs.

Mas, com o apoio de milionários e famosos ex-jogadores, o Salford City rapidamente subiu os degraus da pirâmide. Conquistou o seu grupo da oitava divisão e subiu para a Premier Division da Northern Premier League. Nela, terminaram em terceiro lugar e conseguiram a promoção à sexta divisão por meio dos playoffs. A ascensão encontrou uma leve paralisação na National League North de 2016/17, quando o Salford conseguiu vaga nos playoffs, mas perdeu para o Halifax Town, nas semifinais.

No ano seguinte, o clube foi campeão da divisão e alcançou a National League que, como diz o nome, é uma divisão, enfim, não regionalizada, a primeira da pirâmide inglesa. Mas o Salford não quis perder muito tempo nela. Foi terceiro colocado, passou pelo Eastleigh nos pênaltis e derrotou o Flyde, por 3 a 0, em Wembley, com gols de Emmanuel Dieseruvwe, Carl Piergianni e Ibou Touray para acessar a Football League.

A caminhada do Salford não aconteceu sem controvérsias. Quando chegou à National League, recebeu acusações do dono do Accrington Stanley de que estaria tentando “comprar uma vaga na Football League”, depois da contratação do atacante Adam Rooney, que havia feito oito gols em 32 partidas da primeira divisão escocesa na temporada anterior. Com salários estimados em £ 4 mil por semana, bem acima da média da liga, ele anotou 20 gols em 39 partidas na campanha do seu time. Gary Neville, em uma troca de tuítes com o dono do Accrington Stanley ano passado, defendeu-se das acusações. O Transfermarket coloca o elenco do Salford como o mais valioso da National League, avaliado em € 2,53 milhões, mas muito próximo do segundo colocado, o Leyton Orient, com € 2,48 milhões.

No gramado de Wembley para a comemoração, estavam Phil e Gary Neville, Ryan Giggs, David Beckham e Peter Lim, agora juntos no comando de um clube que disputará os campeonatos de gente grande a partir da próxima temporada.

Ryan Giggs (Foto: Getty Images)
David Beckham e Peter Lim (Foto: Getty Images)
Phil Neville (Foto: Getty Images)

.