O Fulham subiu à primeira divisão do futebol inglês como um dos times que melhor jogava futebol na Championship, a segundona do país. As expectativas eram altas, ainda mais porque o time gastou muito para a sua volta à Premier League: € 109 milhões gastos em jogadores, com ótimos nomes. Tudo isso, porém, virou um pesadelo nas 12 primeiras rodadas. O time fez apenas cinco pontos, com uma vitória, dois empates e nove, sim, nove derrotas. Com isso, o técnico Slavisa Jokonovic foi demitido. A direção do Fulham decidiu por um nome bastante conhecido: Claudio Ranieri, 67 anos.

LEIA TAMBÉM: Ranieri se junta ao luto por Vichai: “Tudo que ele tocava ficava melhor”

A demissão de Jokanovic vem menos de três semanas depois do dono do clube ter sido bastante enfático ao apoiar o treinador. Shahid Khan assinava um texto que pedia que os torcedores “não acreditassem em nada que você lê”. Chamou as manchetes que falavam sobre a possível demissão de “sensacionalistas e ficcionais” e apoiava o sérvio, que estava há duas temporadas no clube e tinha encontrado uma boa fórmula. Tudo caiu por terra porque o time não só rende pouco, mas principalmente tem perdido muito.

Ranieri é um dos grandes protagonistas do maior feito da história da Premier League: o título do Leicester na temporada 2015/16. Naquela temporada, o time comandado pelo treinador italiano conseguiu derrubar os gigantes e ficar com a taça, inédita na história do clube. O estilo de jogo do time, porém, era muito diferente dos melhores momentos do Fulham na segunda divisão, que levou o time à Premier League com ofensividade, toque de bola e presença ofensiva intensa. O Leicester era um time com uma defesa rígida, contra-ataque rápido, com aproveitando os espaços, normalmente pelos lados do campo.

Claudio Ranieri retratado em um desenho em forma de quadrinhos, em parede de Leicester, falando o seu “Dilly Ding, Dilly Dong” (Foto: Getty Images)

No Fulham, o desafio será grande porque o time está mal colocado, mas por outro lado o time tem muito talento à disposição, o que pode ajudar o trabalho do técnico. Há também a possibilidade de colocar o seu estilo no time, que, por ter mais talento, pode trazer mais resultados. Afinal, o time se reforçou muito, mas o estilo de jogo não tem rendido na divisão principal. Uma mudança nesse sentido pode, ao menos, salvar o time de uma queda que seria trágica.

O Fulham afirmou que Ranieri assinou um “contrato de múltiplos anos”. Shahid Khan fez elogios ao novo treinador, como era de se esperar. “Claudio é algo livre de risco e pronto para a Premier League, e particularmente para o que que precisamos neste momento na Premier League”, disse o dirigente dos Cottagers. “Seu recente trabalho com o Leicester City é literalmente lendário e então você olha para a experiência de Claudio com o Chelsea e grandes clubes pela Europa e é bem evidente que estamos dando as boas vindas a um extraordinário homem do futebol para o Fulham Football Club”.

Curiosamente, Ranieri chegou a contratar Jokanovic, na época jogador, para atuar pelo Chelsea, em 2000. Nos trabalhos recentes, Ranieri ficou uma temporada no Nantes, em 2017/18, levando o time ao nono lugar na tabela. Antes, ficou no Leicester de julho de 2015 a fevereiro de 2017, quando foi demitido. O time corria risco de rebaixamento na época e os donos decidiram mudar o comando técnico do time.

“É uma honra aceitar o convite do senhor Khan e a oportunidade de liderar o Fulham, um clube fantástico com tradição e história”, disse Ranieri. “O objetivo do Fulham nunca deveria ser meramente sobreviver na Premier League. Nós devemos ser um adversário difícil todas as vezes e devemos esperar ter sucesso”, continuou o italiano, que volta ao bairro de Londres onde também fica o Chelsea, um vizinho.

“O elenco do Fulham tem talento excepcional que é oposto à sua posição na tabela. Eu sei que este time é muito capaz de desempenhos melhores, o que nós iremos trabalhar imediatamente para nos prepararmos para o jogo contra o Southampton no Cottage [estádio da equipe, Craven Cottage]”, afirmou ainda o italiano.

O Fulham terá o Southampton pela frente no dia 24 de novembro. Depois, enfrentam o Chelsea fora de casa, o Leicester em casa, em um reencontro do técnico com a ex-equipe, e depois vai a Manchester enfrentar o Manchester United.

Uma coisa é certa quando se trata da volta de Ranieri à Premier League: as entrevistas coletivas do Fulham serão uma atração, porque o italiano é uma figuraça. A ESPN britânica lembrou disso com esse vídeo:


Os comentários estão desativados.