Após fechar sua participação no Campeonato Espanhol em 2011 com a irretocável vitória sobre o Real Madrid no Santiago Bernabéu, o Barcelona retorna à competição tendo outro clássico pela frente. O Espanyol pode não ter o mesmo peso dos merengues, mas será o desafio dos blaugranas neste domingo, no Estadi Cornellà-El Prat.

Enquanto disputava o Mundial de Clubes no Japão, o time de Pep Guardiola foi ultrapassado pelo Real Madrid na liderança da Liga e, com o mesmo número de partidas, está três pontos atrás dos rivais. Os blanquiazules aparecem bem mais atrás na tabela, na oitava colocação.

Para a partida, Guardiola contará com o retorno de Andrés Iniesta. O meio-campista se lesionou na partida contra o L’Hospitalet, em dezembro. Recuperado do problema, ele deverá formar trio ao lado de Xavi e Sergio Busquets. Victor Valdés, curado de uma gripe, volta a comandar a defesa, que mais uma vez estará livre de desfalques.

Já o ataque terá Lionel Messi desde os minutos iniciais. O camisa 10 estava com dores no corpo pouco antes da partida contra o Osasuna, pela Copa do Rei, mas entrou no segundo tempo e anotou dois tentos na goleada por 4 a 0. Os favoritos para acompanhar o argentino no setor são Alexis Sánchez e Cesc Fàbregas.

Apesar da diferença de nível entre as duas equipes, o lateral Daniel Alves ressaltou a importância do clássico: “O jogo de domingo terá uma dificuldade única. É um dérbi e uma partida desse tipo são sempre complicadas. Nós encararemos o jogo com ambição. Se nós atuarmos em um grande nível, eles terão momentos difíceis também”.

No comando do Espanyol, Mauricio Pochettino segue sem contar com o meio-campista Javi Márquez, que lesionou o tornozelo e só retorna aos gramados em fevereiro. O Barça deve abrir o olho para o atacante Sergio García, artilheiro do time com cinco tentos, além de Joan Verdú, principal armador dos blanquiazules. Mantido no banco contra o Córdoba nesta quinta-feira, o capitão Cristian Álvares retorna ao gol.

Real Madrid defende liderança no sábado

Independentemente do resultado do clássico catalão, o Real Madrid poderá garantir a liderança isolada da Liga já no sábado, quando recebe o Granada no Santiago Bernabéu. Os rojiblancos ocupam a 12ª colocação na tabela e fecharam o ano com duas vitórias seguidas na competição.

O maior reforço de Mourinho para a partida é Sergio Ramos, que estava lesionado. O espanhol substitui o suspenso Pepe no miolo da zaga, enquanto Lassana Diarra deverá jogar na lateral direita. Já no meio, o português não poderá escalar Angel Di María, com um problema na coxa. Sem o argentino, Cristiano Ronaldo, Mesut Özil e Kaká devem formar tridente ofensivo, no apoio a Karim Benzema.

Do outro lado, o Granada se destaca pela sólida defesa comandada pelos zagueiros Pape Diakhité e Iñigo López, a terceira melhor da Liga com apenas 16 gols sofridos. Já o ataque, comandado pelo centroavante Odion Ighalo, é o menos positivo do torneio, com míseros dez tentos anotados.

Também no sábado, o Atlético de Madrid vai até La Rosaleda enfrentar o Málaga, na estreia do técnico Diego Simeone pelos colchoneros. O time da capital aparece apenas na décima colocação do Campeonato Espanhol, enquanto o Málaga é o sétimo. Além de Simeone, o Atlético possui como novidades o retorno de Luis Perea na defesa e do português Tiago no meio-campo.

Sem vencer há oito jogos, o Villarreal também estreará seu novo técnico no domingo. O ex-goleiro José Francisco Molina tenta emergir o Submarino Amarillo da 17ª posição. O desafio da vez é o dérbi contra Valencia, terceiro colocado, em jogo que acontece no El Madrigal. Destaque para o duelo entre Nilmar, recuperado de lesão pelo Villarreal, e Jonas, em grande forma com a camisa dos Ches.

Confira os jogos da 17ª rodada do Campeonato Espanhol:

Sábado, 07/jan
Racing x Zaragoza
Levante x Mallorca
Real Sociedad x Osasuna
Real Madrid x Granada
Málaga x Atlético de Madrid

Domingo, 08/jan
Rayo Vallecano x Sevilla
Getafe x Athletic Bilbao
Villarreal x Valencia
Betis x Sporting
Espanyol x Barcelona