City massacra United e evidencia diferença técnica

Enquanto Pellegrini parece ter encontrado a melhor formação, Moyes tem as peças, mas ainda não sabe como usá-las

Se a rodada de meio de semana da Liga dos Campeões deu esperança ao torcedor do Manchester United de que o time havia engrenado na temporada, o dérbi deste domingo veio para colocar tudo abaixo. Com um adversário apático e sem movimentação, o City foi superior durante toda a partida e goleou sem dificuldades o arquirrival. O resultado deixou David Moyes com algumas questões sobre as quais pensar e Manuel Pellegrini com alguma certezas em seu time.

Com o desfalque de última hora de Robin van Persie, melhor jogador do time, Moyes teve a oportunidade de colocar em campo Shinji Kagawa, que foi bem contra o Leverkusen, e adiantar Rooney para a posição do holandês. O técnico, no entanto, preferiu manter o inglês recuado e escalou Welbeck no lugar do camisa 20. Kagawa, por sua vez, ficou no banco todo o jogo e viu Ashley Young, na esquerda, ter atuação fraca.

Não que isso tenha sido uma exclusividade do ex-jogador do Aston Villa. Nenhum atleta do United fez boa partida. Fellaini e Carrick não conseguiram conduzir o time da defesa ao ataque, Welbeck não supriu a ausência de van Persie, e Rooney não foi capaz de fazer a diferença como nas últimas vezes em que esteve em campo. Moyes parece ter as peças necessárias para fazer o time ir bem, mas ainda não sabe como usá-las da melhor maneira.

Os Citizens, por outro lado, tiveram sua melhor partida sob o comando de Pellegrini. Seguro na defesa e beirando a perfeição no ataque, o time controlou as ações durante todo o jogo, tendo no primeiro tempo finalizado 15 vezes, contra apenas uma do rival. Sergio Agüero foi decisivo, marcando dois gols, e a torcida azul viu Samir Nasri fazer uma de suas melhores partidas desde que chegou do Arsenal em 2011. A atuação do francês certamente o credencia como titular absoluto pelo menos neste início de campanha. Reserva com Mancini, Nasri parece finalmente ter encontrado sua melhor forma no City.

Ao lado de Yaya Touré no meio de campo, Fernandinho mais uma vez foi muito bem. O brasileiro foi o atleta que mais interceptou jogadas na partida – seis vezes – e ainda foi bem na distribuição de bola, com 83% de acerto nos passes.

Destaque do jogo

Samir Nasri – Apesar da ótima partida de Sergio Agüero, autor de dois gols, o destaque do jogo fica com o francês. Reserva em boa parte da temporada passada, Nasri parece ter recuperado o espaço no time e também o bom futebol, e sua atuação no massacre sobre o United coroa este bom retorno. O meia iniciou a jogada de três gols do City, marcou um golaço e acertou 42 passes de 46 tentados.

Momento-chave

Os minutos finais do primeiro tempo e os iniciais da segunda etapa foram fundamentais para a vitória do Manchester City. Isso porque, até os 45 minutos do primeiro tempo, os Citizens dominavam completamente o jogo, mas ainda venciam por 1 a 0. Marcou um gol nos acréscimos e voltou para o segundo tempo arrasador, fazendo gols a cada ataque e, em cinco minutos da etapa complementar, fechou o placar em 4 a 0.

Os gols

15’/1T – Gol do Manchester City! Kolarov cruza, e Agüero acerta um belo chute para abrir o placar contra os Red Devils.

46’/2T – Gol do Manchester City! Após cobrança de escanteio, Negredo desvia de cabeça, e Yaya Touré chega no segundo pau para empurrar a bola para a rede.

1’/2T – Gol do Manchester City! Negredo faz o giro em cima de Vidic e cruza para Agüero marcar seu segundo gol na partida.

5’/2T – Gol do Manchester City! Navas cruza para Nasri, que, de primeira, acerta um sem pulo e faz 4 a 0 sobre o United.

41’/2T – Gol do Manchester United. Rooney acerta uma bela cobrança de falta no ângulo esquerdo de Joe Hart, que chega a desviar a bola, mas não evita o golaço.

Curiosidade

A última vez em que o Manchester United sofreu quatro gols em menos de 60 minutos foi há mais de sete anos, no dia 1º de fevereiro de 2006, na derrota por 4 a 3 para o Blackburn.

Formação inicial:

City United

Ficha técnica:

MANCHESTER CITY 4 x 1 MANCHESTER UNITED

Manchester City
Joe Hart, Pablo Zabaleta, Vincent Kompany, Matija Nastasic, Aleksandar Kolarov, Fernandinho, Yaya Touré, Samir Nasri, Jesús Navas (James Milner, 25’/2T), Sergio Agüero (Javi García, 41’/2T), Álvaro Negredo (Edin Dzeko, 29’/2T)
Manchester United escudo Manchester United
David De Gea, Chris Smalling, Rio Ferdinand, Nemanja Vidic, Patrice Evra, Michael Carrick, Marouane Fellaini, Antonio Valencia, Ashley Young (Tom Cleverley, 5’/2T), Wayne Rooney, Danny Welbeck
Local: Estádio Etihad
Árbitro: Howard Webb
Gols: Agüero (15’/1T), Touré (46’/1T), Agüero (1’/2T), Nasri (5’/2T) e Rooney (41’/2T)
Cartões amarelos: Nastasic (Manchester City); Rooney e Valencia (Manchester United)
Cartões vermelhos: nenhum