Cristiano Ronaldo foi a principal transferência na janela de início de temporada, em julho e agosto. A Juventus pagou € 117 milhões ao Real Madrid para ter o português no elenco e o impacto causado até aqui tem sido grande, segundo Giorgio Chiellini. E ele não se referia apenas ao bom desempenho em campo e os gols, 11 em 18 jogos. O que ele trouxe tem a ver com algo que não se vê: o mental. Para o zagueiro, capitão da Juventus, a chegada de Ronaldo é comparável com a de Andrea Pirlo, em 2011, quando a Juventus passou a ser dominante na Serie A.

LEIA TAMBÉM: Cristiano Ronaldo diz que saiu do Real Madrid por causa de Florentino Pérez

“Eu acho que Cristiano Ronaldo notou que time importante ele tem atrás dele, particularmente no Valencia”, afirmou o defensor. “Ele está ajudando a subir a barra, mas nós mostrar para sempre sermos um time no Mestalla e em qualquer caso, uma partida como aquela aumenta a sua autoestima”.

Chiellini lembrou sobre a chegada de Andrea Pirlo, que foi para a Juventus em 2011. Foi quando começou a série de títulos que dura até hoje. Depois do rebaixamento no escândalo Calciopoli, a Juve retomou o caminho dos títulos em 2011/12, justamente a primeira temporada do meio-campista pelo novo clube, depois de ser dispensado pelo Milan.

“Ele trabalha de uma forma que nos faltava antes. Ele dá convicção ao seu ambiente. Por exemplo, Pirlo nos deu isso na Itália e agora Ronaldo está nos dando em nível internacional”, comparou Chiellini. “Ele é um jogador que melhora todo o time ao redor dele. Ele também preencheu a personalidade deixada pela partida de Buffon. Foi como se ele nunca tivesse saído”, disse o zagueiro. “Ele é crucial dentro e fora de campo. Nós elevamos um ao outro, destacando nossas forças. Nossas qualidades vêm à tona com pessoas como ele”.

“Se nós somos invencíveis? Nós tivemos alguns jogadores fora, mas nós sempre fomos bons em encontrar soluções alternativas”, contou o jogador, que é capitão também da seleção da Itália. “Eu estou sempre atento porque quando está tudo bem, uma surpresa ruim está sempre perto de virar a esquina e normalmente vem na forma de lesões”, analisou o jogador.

“Nós fomos bem em Milão e Florença. Nós temos um grande elenco e será útil especialmente nos momentos quando nós não estivermos 100%. Nós iremos preparar para a nossa partida contra a Inter sem olhar para a tabela, mas sabendo que será um jogo difícil”, continuou Chiellini. “É o jogo do ano para todos os torcedores, então nós temos que jogar bem e termos cuidado”.

A Juventus enfrenta a Internazionale em Turim nesta sexta-feira, pelo Campeonato Italiano. O jogo será 17h30 no horário de Brasília e terá transmissão pelo Serie A Pass.