O jogo entre Crystal Palace e Chelsea foi bastante movimentado e os cinco gols tornaram o jogo bastante interessante. Visitante, os Blues contaram com uma boa atuação, mais uma vez, do brasileiro Willian, com duas assistências, e de Christian Pulisic, que marcou um belo gol. A vitória por 3 a 2 foi apertada e o jogo foi bastante emocionante até o último instante, especialmente porque no final o Chelsea pareceu recuar demais para segurar o resultado.

A vitória é crucial para o Chelsea, que sobe ao terceiro lugar e obriga o Leicester a pontuar contra o Arsenal. A disputa pelo terceiro lugar na Premier League está bastante acirrada, com o Manchester United também próximo e sonhando em chegar entre os quatro primeiros.

O primeiro gol do jogo saiu cedo. Logo a seis minutos, Willian foi lançado na ponta direita, o zagueiro Gary Cahill, que já teria dificuldades em acompanhar o brasileiro, sentiu uma lesão muscular e caiu. Willian já estava apontando para a linha de fundo e tocou para trás, onde estava posicionado o centroavante Olivier Giroud, que só tocou de primeira para marcar: 1 a 0. Cahill saiu de campo, substituído pelo zagueiro Mamadou Sakho.

A atuação do Chelsea era bastante segura. A equipe do técnico Frank Lampard era melhor em campo e chegava com mais perigo ao ataque. E, aos 27 minutos, ampliou o placar. Willian tabelou pelo meio com Giroud e abriu na esquerda para Pulisic. O americano partiu para cima e chutou rápido, de pé esquerdo, acertando o ângulo: 2 a 0.

Antes do fim do primeiro tempo, porém, o Crystal Palace encontrou um caminho para voltar ao jogo. Aos 33 minutos, Wilfried Zaha recebeu pelo meio, ajeitou a bola e soltou um petardo de pé direito, na gaveta. Um golaço, indefensável para o goleiro Kepa Arrizabalaga: 2 a 1. Foi o placar do primeiro tempo.

O primeiro tempo teve o Chelsea melhor, mas o segundo tempo não. O Crystal Palace se posicionou mais à frente e aproveitou o espaço que o Chelsea deu, dando um passo atrás na marcação. Passou a pressionar e tentar forçar os erros, enquanto o Chelsea se armava para jogar em velocidade. E era perigoso quando saía com a bola.

Em uma das saídas, aos 25 minutos, Ruben Loftus-Cheek avançou com muita liberdade pelo meio, foi com a bola até a entrada da área e tocou para Tammy Abraham. Ele chutou cruzado, a bola bateu na trave e entrou: 3 a 1 para o Chelsea. Poderia ter desanimado o time da casa, mas não foi o que aconteceu.

Dois minutos depois de tomar o gol, o Crystal Palace foi ao ataque e, em uma boa jogada trabalhada pelo meio, o lateral Patrick van Aanholt recebeu dentro da área e, na linha de fundo, tocou para trás, onde estava livre o centroavante Christian Benteke, que só empurrou para a rede: 3 a 2. E o jogo voltava a estar aberto.

Lampard mudou o time. Tirou o jovem Billy Gilmour e colocou um jogador ais experiente, Jorginho. O Crystal Palace cresceu no jogo. Passou a pressionar, chegar perto da área do Chelsea e finalizar. Ainda assim, não foi suficiente. A loucura dos minutos finais colocou o jogo em risco, mas o Chelsea segurou os três pontos, cruciais na briga por uma das vagas à Champions League.

Mais uma vez, o time contou com seus jogadores que melhor tem jogado, Willian e Pulisic, e uma participação boa de Giroud também, além do gol. No meio-campo, o jovem Billy Gilmour já atua como titular e Jorginho talvez tenha dificuldade em se impor em campo com as boas atuações do garoto escocês, de 19 anos.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore