Restam poucas rodadas para o fim da temporada da Premier League, e tudo ainda está aberto na tabela. No entanto, alguns pontos já foram estabelecidos, como a qualidade da temporada individual de alguns jogadores. Nesta quinta-feira, a Associação de Jogadores Profissionais da Inglaterra (PFA) anunciou a seleção de melhores atletas do Campeonato Inglês de 2016/17. Como todo ano, a escolha foi feita com base nos votos dos futebolistas profissionais. E, como esperado, as equipes que almejam a taça, o Chelsea e o Tottenham, foram as que tiveram o maior número de atletas selecionados.

VEJA TAMBÉM: John Terry deixa uma lacuna simbólica no Chelsea, mas sua grande história já está completa

No gol, David de Gea, do Manchester United. Nas laterais, a dupla do Tottenham, Kyle Walker e Danny Rose. A zaga é ocupada por outra dupla que joga com a mesma camisa: Gary Cahill e David Luiz, do Chelsea. Para compor o meio-campo, N’Golo Kanté, do Chelsea, Dele Alli, do Tottenham, e, mais avançados e caindo pelas pontas, Sadio Mané, do Liverpool, e Eden Hazard, do Chelsea. Já o ataque ficou definido com os dois artilheiros da Premier League até então: Romelu Lukaku, do Everton, e Harry Kane, do Tottenham. Destes, De Gea, Rose, Dele Alli, Harry Kane e N’Golo Kanté também marcaram presença na seleção da temporada passada. Mané, David Luiz e Lukaku aparecem na lista pela primeira vez.

Surpreende David Luiz ter sido nomeado nessa seleção, ao passo que impressionou a evolução do zagueiro sob o comando técnico de Antonio Conte. Nos últimos dias, o treinador dos Blues rasgou elogios ao brasileiro pela temporada, disse que nunca duvidou da qualidade dele e até comparou sua força e inteligência as de um dos maiores defensores da história: Paolo Maldini. Cahill, seu companheiro de zaga, também tem feito uma temporada bem sólida. Assim como Azpilicueta, que foi “deslocado” da lateral para a zaga no sistema com três defensores de Conte. Alderweireld e Vertonghen, do Tottenham, também formam uma dupla bastante consistente.

Lukaku e Mané, rivais em Liverpool, foram outros destaques. O belga superou sua temporada passada, que já foi muito boa, em número de gols. É o cara letal do Everton, o motor do ataque dos Toffees na empreitada em busca de uma vaga nas competições europeias. Mané também. É incrível como ele encaixou bem no time do Liverpool e foi uma contratação certeira. Pena, para os Reds, que ele tenha se lesionado na reta final da temporada e irá perder todos os jogos até o fim de 2016/17. Mas enquanto esteve pleno fisicamente, marcou 13 gols e deu cinco assistências. Lukaku, até o momento, balançou as redes 24 vezes e deu seis passes que terminaram em gol.

De Gea e Hazard, sobretudo, são figurinhas carimbadas nessa seleção, com quatro aparições cada um. Esse time eleito pelos jogadores, aliás, é considerado o mais prestigioso do país. Gerrard foi o atleta da Premier League que mais apareceu em toda a história. A votação, no entanto, sempre rende muitas críticas, porque é feita antes mesmo do fim da temporada, o que muita gente considera ser injusto, já que a situação pode mudar em cinco rodadas. A reviravolta envolvendo o Tottenham em 2015/16 é a prova disso, embora ela não tenha desqualificado o que os jogadores fizeram ao longo da campanha.

Neste ano, a nomeação do melhor jogador da Premier League segundo a PFA acontecerá no próximo dia 23, domingo. Zlatan Ibrahimovic, do Manchester United, e Alexis Sánchez, do Arsenal, que estão brigando pelo topo da artilharia do campeonato, foram indicados ao prêmio. Eles, entretanto, não aparecem na seleção dos melhores jogadores. Os outros indicados são Kanté, Hazard, Harry Kane e Lukaku. Quem levou a honraria ano passado foi Riyad Mahrez, devido ao incrível feito junto  ao Leicester.

pfa