A corrente de solidariedade em torno da tragédia na Grenfell Tower continua. O desastre em Londres deixou ao menos 79 mortos, dezenas de feridos e centenas de desabrigados, naquele que foi o incêndio mais fatal ocorrido no Reino Unido desde os bombardeios da Segunda Guerra Mundial. E no apoio às vítimas, o futebol tem feito o seu esforço para oferecer um pouco de conforto. “Vizinhos” do edifício, Fulham e Queens Park Rangers disponibilizaram suas instalações para doações e assistência aos afetados. Já nesta semana, a grandeza veio de Chelsea e Arsenal. Os londrinos doarão sua premiação na Community Shield (a Supercopa da Inglaterra) às vítimas.

VEJA TAMBÉM: Grande gesto: Bellerín promete doação e pede apoio a vítimas de incêndio em Londres

O encontro entre o campeão da Premier League e o da FA Cup acontecerá no dia 6 de agosto, em Wembley, abrindo a temporada do futebol inglês. Jogo que ganha muito mais valor pelo gesto das diretorias, que destinarão £1,25 milhão para o fundo de apoio aos atingidos pelo incêndio na Grenfell Tower. Além disso, ambos os clubes estão convidando seus torcedores a uma doação extra de £5 durante o ato de compra dos ingressos.

“Acreditamos ser apropriado que o primeiro jogo de futebol desde a tragédia, envolvendo dois clubes de nossa cidade, seja dedicado de tal maneira às vítimas e aos sobreviventes, assim como ao enorme número de heróis na operação de resgate. Ainda mais levando em conta a longa história da Community Shield, jogada para o benefício da comunidade e das pessoas que necessitam de apoio”, declarou Bruce Buck, presidente do Chelsea. Em sua nota oficial, os Blues falam sobre a crença de que o torneio “ofereça a oportunidade para o futebol desempenhar sua parte, dando um pouco de alívio aos afetados”.

Chefe-executivo do Arsenal, Ivan Gazidis enfatizou o discurso: “O clube se coloca ao lado do Chelsea para expressar seu apoio e solidariedade às pessoas que perderam amigos e familiares, suas casas e o seu senso de segurança diante deste trágico evento”. O Arsenal também disponibilizou sua sede comunitária para coletar doações, assim como ofereceu uma série de itens (incluindo roupas, alimentos e água) aos centros comunitários que fazem o atendimento dos necessitados.

A decisão em Wembley contará ainda com uma homenagem aos afetados pelo desastre e aos grupos responsáveis pelo resgate. Familiares dos mortos, sobreviventes, bombeiros e policiais serão convidados especiais para assistir ao jogo. Vale lembrar que, desde os seus primórdios, a Community Shield se envolve em ações solidárias. O torneio possui suas origens no final do Século XIX, em uma partida na qual os fundos eram doados à caridade. Atualmente, a Football Association destina a renda do jogo aos 124 clubes envolvidos na primeira fase da FA Cup, para que redistribuam a projetos sociais de sua escolha. Além disso, outra parte também é entregue a instituições de caridade parceiras da federação. O verdadeiro espírito do futebol.