O Arsenal é o atual campeão da Superliga Feminina, tem um dos melhores times do futebol feminino e havia perdido apenas uma vez pelo campeonato nacional nesta temporada, mas faltou avisar ao Chelsea. Com lindos gols de Bethany England e Sophie Ingle, e o primeiro da australiana Sam Kerr com a camisa azul, os Blues ganharam no Meadow Park, onde os Gunners mandam seus jogos femininos, e lideram a tabela em pontos perdidos.

O Arsenal não foi pego desprevenido porque o único outro jogo que não conseguiu vencer na Superliga também havia sido contra o Chelsea, em outubro, por 2 a 1. O Chelsea permanece o único time invicto da liga, com 10 vitórias e dois empates, e tem um ponto a menos do que o rival londrino e o Manchester City, mas ambos disputaram 13 partidas, enquanto os Blues jogaram apenas 12.

O placar foi aberto aos 10 minutos do primeiro tempo, quando a norueguesa Guro Reiten, outro destaque do jogo, deu um bonito passe para Bethany England. A jogadora de 25 anos carregou pela direita, cortou para a canhota e, pela lateral da grande área, acertou um lindo chute colocado para colocar o Chelsea em vantagem.

Três minutos depois, o cruzamento de Reiten saiu da esquerda e, de cabeça, sua especialidade, Sam Kerr tocou na saída da austríaca Manuela Zinsberger e ampliou para o Chelsea, com o qual assinou em novembro. Ainda no primeiro tempo, aos 20, saiu o terceiro gol – e foi outra pintura. A defesa do Arsenal afastou uma bola de cabeça e Sophie Ingle mandou de primeira de fora da área direto ao ângulo.

No segundo tempo, Reiten desviou de cabeça o cruzamento de Jonna Andersson. Bethany Mead descontou para o Arsenal, aos 29 minutos, mas não foi nada além de um gol de consolação.

.

.

.