Garantido nos mata-matas da Liga Europa, o Chelsea apenas cumpriu tabela nesta quinta-feira. Visitou Budapeste e enfrentou o MOL Vidi, este ainda com chances de classificação. Ao final, o empate por 2 a 2 rompeu os 100% de aproveitamento dos Blues, mas não foi suficiente aos húngaros. Partida marcada por belíssimos gols. Willian e Olivier Giroud brilharam com pinturas cobrando falta – o francês, evitando uma inesperada derrota, depois que os anfitriões haviam virado o placar.

Poupando seus principais jogadores, o Chelsea abriu o placar aos 30 minutos. Willian caprichou na bola parada e estufou as redes. Dois minutos depois, porém, já saiu o empate num gol contra de Ethan Ampadu. No início da segunda etapa, o MOL Vidi virou. Após lançamento de Georgi Milanov, Loic Nego acertou um chutaço, sem chances a Willy Caballero. Por fim, o empate definitivo saiu aos 30. Giroud não possui as bolas paradas exatamente como uma virtude conhecida, mas brilhou desta vez. Mandou na gaveta, e nem mesmo o defensor sob o travessão conseguiu salvar de cabeça

 

O jogo em Budapeste, mais uma vez, registrou cânticos discriminatórios na torcida do Chelsea. Segundo relatos da imprensa local, os ingleses fizeram referências antissemitas a Tottenham, Real Madrid e Barcelona. Na última semana, os Blues já haviam sido indiciados por racismo contra Raheem Sterling, durante a vitória sobre o Manchester City na Premier League.

Com 16 pontos, o Chelsea terminou na primeira colocação do Grupo L. A segunda vaga ficou com o Bate Borisov, que bateu o PAOK por 3 a 1 na Grécia e abriu uma vantagem de dois pontos em relação ao MOL Vidi. O time de Maurizio Sarri volta em campo no próximo domingo, quando encara o Brighton fora de casa pela Premier League.


Os comentários estão desativados.