O Charlton ameaça impedir a entrada de torcedores do Manchester United nos próximos encontros entre os dois. De acordo com o clube, a medida seria uma represália para o comportamento da torcida dos Red Devils na partida de sábado no estádio The Valley. Uma mulher foi estuprada e um funcionário do clube ficou ferido por incidentes supostamente causados por membros da torcida rival.

A vítima teria sido atacada enquanto ajudava deficientes a se acomodarem no estádio. De acordo com a polícia, seis torcedores foram presos por conta dos problemas ocorridos no local. Um deles ficou detido, acusado de cometer o estupro.

Já o outro funcionário do Charlton ficou ferido quando Ruud Van Nistelrooy, Cristiano Ronaldo e Rio Ferdinand comemoraram um gol perto das arquibancadas e os torcedores pularam na direção dos jogadores.

Peter Varney, diretor-executivo do Charlton, lamentou as cenas ocorridas no sábado. ´Nunca vi nem escutei nada parecido em uma partida de futebol. Creio que, quando soubemos das informações dos policiais, ficamos com poucas alternativas. Porém, rechaçamos vender entradas para os torcedores do Manchester United nas próximas partidas´.


Os comentários estão desativados.