A Chapecoense estreou no Campeonato Brasileiro com uma grande vitória. Diante do Internacional, na Arena Condá, o time catarinense fez 2 a 0, contando com um gol de pênalti marcado pelo primeiro uso do VAR na história da competição. Everaldo foi o grande destaque, marcando os dois gols da Chape no jogo, sendo, assim, decisivo para a conquista dos três primeiros pontos no campeonato.

Com a vitória, a Chapecoense manteve um tabu diante do Inter: nunca perdeu do Colorado jogando na Arena Condá. São cinco jogos disputados no estádio da Chape e cinco vitórias do mandante. Mais do que isso: o Inter só conseguiu marcar um gol jogando nos domínios da equipe catarinense.

No seu primeiro jogo, a Chapecoense usou o seu uniforme branco, comemorativo em homenagem à Colômbia, com as cores da bandeira do país vizinho no peito. O Inter jogou todo de vermelho. O jogo em si não era bom na Arena Condá no primeiro tempo. As duas equipes apresentaram pouco futebol e o jogo era muito disputado, mas pouco jogado. Foram poucos os lances de real perigo para os goleiros.

O técnico Odair Hellmann decidiu poupar boa parte do time do Inter na partida. O campo pesado e a viagem sempre complicada para chegar a Chapecó certamente pesaram na escolha. Com os reservas, o Inter não conseguiu manter o nível de atuação dos seus principais jogos no ano e acabou perdendo a chance de abrir o Brasileirão com vitória.

O jogo que abriu o Brasileirão foi São Paulo 2×0 Botafogo no Morumbi, no sábado à tarde, mas o jogo não teve nenhum lance com uso do VAR. Coube então ao segundo horário de jogos para vermos, pela primeira vez na história, o VAR ser usado em um jogo de Campeonato Brasileiro. Aos 42 minutos, o zagueiro Emerson Santos subiu para tocar de cabeça, mas a bola tocou em seu braço, que estava no alto. O árbitro Raphael Klaus não marcou o pênalti imediatamente e, por isso, foi avisado pelo VAR. Ele foi revisar o lance e, após consulta ao vídeo, apontou a marca da cal. Everaldo cobrou a penalidade para marcar 1 a 0 para a Chapecoense.

No segundo tempo, o Inter foi melhor em campo e chegou mais vezes ao ataque. O goleiro da Chape, Tiepo, foi responsável por evitar o gol de empate do Inter. Rodrigo Lindoso teve chance, assim como Emerson Santos, mas o jovem goleiro do clube catarinense evitou o gol nos dois lances. Rafael Sóbis também teve chance, mas também parou no goleiro.

No fim, a Chapecoense conseguiu marcar o segundo gol em uma estocada final. Eram 42 minutos quando Everaldo recebeu no ataque, girou muito bem e chutou melhor ainda, no canto do goleiro Marcelo Lomba, sem defesa, e correu para o abraço. O placar de 2 a 0 parece até um pouco maior do que a diferença que se viu em campo. O jogo foi parecido, em termos de equilíbrio, mas a Chape foi de fato mais eficiente nos lances que teve a chance.

Começa com três pontos importante para um time que, na temporada passada, terminou brigando para não cair. O Internacional, por sua vez, começa com derrota em um ano que tem expectativas maiores do que em 2018. Afinal, no ano passado o time tinha subido da Série B e seria difícil imaginar que a equipe teria uma campanha tão boa, terminando em terceiro lugar. Desta vez, a expectativa está em ficar mais no alto na tabela, repetindo o desempenho do ano anterior. Além disso, o Inter é um dos times que terá que se dividir com a Libertadores, que segue em andamento. Administrar o elenco será crucial. Só que o primeiro desempenho do time em campo no Brasileirão não foi como esperado.