O maior destaque do Manchester City na vitória por 3 a 0 do Manchester City sobre o Oxford United, pela Copa da Liga, teve um grande nome: Phil Foden, de 18 anos. O meia, considerado uma grande promessa, teve uma atuação de gala, participando diretamente dos três gols. Depois da partida, o técnico do Oxford, Karl Robinson, comparou Foden a Andrés Iniesta, uma comparação que o técnico Pep Guardiola minimizou.

LEIA TAMBÉM: Aos 18 anos, Phil Foden botou para arrebentar contra o Oxford e pede passagem no City

“Meu sonho é que ele fique por 10 anos e se Phil ficar por 10 anos, ele pode, na próxima década, jogar regularmente e depois disso, eu não sei o que pode acontecer com ele”, disse Guardiola. “Eu não vou dizer que ele será um Iniesta, porque isso coloca pressão enle. Iniesta é, de longe, um dos melhores jogadores que eu já vi na vida, então não devemos colocar pressão em Phil”, afirmou ainda o treinador.

“Eu fico feliz com isso, mas que isso, Iniesta é de outro planeta”, respondeu o jogador. “Para eles me chamarem isso é algo enorme, isso significa muito. Eu continuarei aproveitando esses jogos de copas e oportunidades sempre que eu puder e espero que possa começar muito mais jogos um dia”, continuou o jovem jogador do Manchester City.

“Não há necessidade de ter pressa. Pep sabe o que ele está fazendo e eu jogarei no momento certo. Ele é bom em lançar jogadores jovens, ele fez isso na sua carreira antes, então sejam pacientes, ainda sou jovem e estou aprendendo”, continuou Foden, que elogiou o assistente técnico Mikel Arteta. “Treinar com jogadores como David Silva e Kevin [De Bruyne] e ver o que eles podem fazer todos os dias me ajudou como jogador”.

“Trabalhar com Pep também tem sido uma grande parte do meu jogo também. Tanto ele quanto Mikel Arteta deram uma grande ajuda. Eu tenho apenas que continuar impressionando e continuar trabalhando duro e ver onde isso me leva”, contou ainda o jogador, que marcou o seu primeiro gol como profissional.

“Ainda não caiu a ficha. É um sentimento inacreditável marcar o meu primeiro gol pelo City. Isso significou muito para mim, eu ainda tenho muito prazer em dar passe e em marcar gol. Eu gosto de fazer ambos e eu consegui fazer os dois no jogo. Há muitas coisas que eu ainda preciso melhorar, então eu apenas vou manter a minha cabeça baixa, trabalhar para melhorar as coisas e não perder tantas bolas. Isso vem quando você joga. Você precisa crescer e ser maduro e eu conseguirei isso assim que jogar mais”, disse o jogador.