Domingo, Assunção. Campeonato Paraguaio no mítico estádio Defensores Del Chaco. O Cerro Porteño recebeu o Sportivo Luqueño e venceu por 2 a 0. Tudo normal até aí, se não fosse pelo golaço marcou pelo time da casa, de autoria de Hernán Novick. O uruguaio, de 29 anos, foi autor de um gol que vale ser visto e revisto pela bonita troca de passes e pela inteligência.

LEIA TAMBÉM: Teo Gutierrez fechou a vitória do Junior sobre o Once Caldas com um golaço

É bom contextualizar aqui. O Cerro Porteño não faz uma grande campanha neste início de Campeonato Paraguaio. Tanto que com a vitória deste domingo, o Ciclón chegou 12 pontos em nove jogos. É apenas o sexto colocado, enquanto o rival Olimpia lidera, com 20 pontos e oito jogos. Ou seja, vencer não era uma opção, era uma obrigação para o Cerro.

Diego Churín abriu o placar para o Cerro aos 28 minutos do primeiro tempo, em uma cobrança de pênalti. O segundo gol foi o que levou todo mundo a ficar de boca aberta. Depois de uma boa troca de passes, Julio Baez fez um belo passe de calcanhar dentro da área para que Hernán Novick aproveitou magistralmente: deu um toque de letra por baixo das pernas do marcador e finalizou bonito, de pé esquerdo.

O Cerro Porteño já disse no Twitter que é gol para ganhar o Prêmio Puskas. Foi, indiscutivelmente, um golaço. E você, o que achou?