Pareceu uma reprise. O Paris Saint-Germain empatava por 0 a 0, com o cronômetro chegando aos 90 minutos, quando Neymar tirou um coelho da cartola para assegurar os três pontos. Foi assim no último fim de semana, contra o Estrasburgo, e foi assim novamente, neste domingo, contra o Lyon.

Thomas Tuchel estava cheio de problemas para escalar seu time. Além de Mbappé e Cavani, também estava sem Icardi, Pablo Sarabia e Julian Draxler. O ataque teve que ser formado por Di María, Neymar e Choupo-Mouting. No outro lado, Sylvinho decidiu escalar o Lyon com três zagueiros, em uma tentativa de encerrar a sequência de quatro jogos sem vitória.

Aos 22 minutos, Neymar dominou driblando dentro da área e ficou cara a cara com o goleiro Anthony Lopes, que conseguiu a defesa com a perna. O Lyon respondeu com um chute perigoso de Depay. Herói contra o Real Madrid, Di María mandou uma boa chance por cima, e o placar ficou zerado até os 42 minutos do segundo tempo.

E, então, Neymar recebeu dentro da área, puxou à perna esquerda e bateu cruzado para garantir outra vitória ao Lyon. Não foi tão espetacular quanto a bicicleta contra o Estrasburgo, mas ainda assim um belo gol.

.

.

Classificações Sofascore Resultados