A Uefa emitiu uma nota nesta sexta-feira confirmando que o Celtic disputará a fase de grupos da Liga Europa no lugar do Sion. No comunicado, a entidade afirma que essa decisão poderá ser contestada em até três dias.

O time de Glasgow protestou à Uefa de que o Sion utilizou jogadores irregulares nos dois jogos dos play-offs entre as duas equipes. Após o placar agregado de 3 a 1, os suíços se classificaram para a fase de grupos da LE. A entidade europeia afirmou que aceitou os argumentos do Celtic.

O Sion foi proibido pela Fifa de inscrever novos reforços nas competições. O clube suíço foi punido por induzir o goleiro Essam el-Hadary a quebrar o contrato com o Al-Ahly em 2008.

Com isso, Pascal Feindouno, que se transferiu para o Sion nesta janela de transferência, não poderia ter jogado contra o Celtic. O meia-atacante não só atuou nas duas partidas dos play-offs, como também marcou dois gols na vitória dos suíços por 3 a 1 no jogo de volta.

Com a classificação do Celtic para LE, o time escocês jogará contra Atlético Madrid, Udinese e Rennes, pela chave I.