O presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, mostrou otimismo em relação ao futuro do futebol depois da pandemia da COVID-19. O dirigente acredita que a sociedade e o futebol sairão mais fortes da crise sanitária, que afetou todos os setores da economia. Como era de se esperar, valorizou as ações da Uefa, como o adiamento da Eurocopa ainda em março, o que abriu espaço para as ligas nacionais terminarem suas temporadas.

“Eu acho que a decisão de adiar a Eurocopa 2020 para o próximo ano foi um momento chave, porque foi tomada em um bastante inicial. Todo mundo entende que nós fizemos isso para ajudar as outras partes interessadas e, mais uma vez, eu tenho que ressaltar que o espírito de unidade total e solidariedade que vivemos”, disse o dirigente. A Eurocopa masculina foi adiada para 2021 e a feminina, que seria em 2021, foi adiada para 2022.

“Esses meses recentes obviamente tem sido um período de grande incerteza para todo mundo. No que diz respeito à minha família e eu mesmo, isso nos aproximou ainda mais”, afirmou o esloveno.

Ceferin foi perguntado sobre a grande paralisação, algo inédito desde a Segunda Guerra Mundial, de 1939 a 1942. “Bem, você precisa lembrar que a Segunda Guerra Mundial não parou o futebol completamente, diferente do que aconteceu com a crise da COVID-19… De um ponto de vista profissional, houve muita pressão e muito trabalho duro, mas eu estou feliz e aliviado que o futebol está voltando pela Europa”, disse.

“As principais partes interessadas tiveram que sacrificar alguma coisa. A Uefa sacrificou parte da sua temporada para permitir a conclusão das ligas domésticas em andamento até o final de julho, com a Uefa completando a temporada 2019/20 de clubes em agosto. As ligas concordaram com isso e a solidariedade dos clubes será igualmente importante para a janela de jogos de seleções em setembro”.

“Nós vimos uma grande união de solidariedade entre a Uefa, as federações, clubes e ligas. Essa tem sido uma qualidade que você pode ver nas decisões tomadas. Existe uma disposição geral real de alcançar compromissos”, analisou. “As federações estão enfrentando diferentes desafios. A relação da Uefa com eles é uma pedra fundamental das nossas atividades, eles sempre nos apoiaram no que nós fizemos, e nós sempre os apoiamos”.

“Então, nós fizemos um pagamento adiantado de € 236,5 milhões do programa de financiamento Uefa Hat Trick [projeto que destina receitas de competições europeias para desenvolvimento de federações] que podem ser usados para compensar as consequências de perdas financeiras causadas pela situação da COVID-19. Além disso, as federações podem naturalmente ficar tranquilas que elas terão o nosso apoio no futuro”.

Ceferin mostrou sempre muita confiança que as competições europeias de clubes seriam finalizadas, apesar das paralisações. “Eu acreditei desde o primeiro momento. Você sempre deve ser otimista e se algo como essa crise acontece, você tem que ter um plano pronto”, declarou. A Champions League volta a ser disputada em agosto, com as partidas restantes das oitavas de final jogadas nos dias 7 e 8. Depois, a partir do dia 12, todos os times estarão em Lisboa para o chamado “Final 8”, com jogos de quartas, semi e final em jogos únicos.

Em relação a ter torcedores no estádio, porém, o dirigente é cauteloso. “No momento, nós iremos jogar as partidas sem torcedores até segunda ordem. Nós não correremos nenhum risco”, explicou. “Eu tenho certeza que será um grande sentimento [os torcedores voltarem ao estádio]. Como todo mundo, eu me sentiria ainda melhor se os torcedores estivessem lá. Mas eu sou uma pessoa otimista e minha grande esperança é que os torcedores poderão voltar ao estádio o mais rápido possível”.

Ceferin ressaltou o papel que a Uefa teve na crise ao agir rapidamente para tentar amenizar os efeitos e também tentar terminar a temporada, algo que os clubes e ligas, de maneira geral, esperavam que acontecesse. “Nós como instituição gestora, temos que ter em mente que devemos cuidar de todo o futebol, não apenas as competições da Uefa. Consequentemente, nós tentamos liderar na Europa e eu acho que fizemos isso com bastante sucesso”, analisou.