Petr Cech pendurou as chuteiras, mas não abandonou as traves – ou o capacete. O fim da carreira como jogador de futebol providenciou um recomeço ao veterano como dirigente do Chelsea e também como goleiro de hóquei no gelo. Apaixonado pelo esporte, o tcheco foi convidado para atuar pelo Guildford Phoenix, da quarta divisão do Campeonato Britânico. E o início na nova jornada mostrou como o talento de Cech também pesa sobre patins: ele foi eleito o melhor da partida em sua estreia, contra o Swindon Wildcats 2.

Para quem já acertou o canto em seis pênaltis na decisão da Liga dos Campeões, pegando dois e garantindo o inédito título ao Chelsea, brilhar na quarta divisão do hóquei no gelo nem parece muito. Ainda assim, o goleiro de 37 arrebentou especialmente no shootout – os pênaltis da modalidade. Depois do empate por 2 a 2 no tempo normal e na prorrogação, a partida seguiu para as penalidades. Foi então que a lenda se agigantou: pegou duas cobranças dos adversários. Desta maneira, permitiu a vitória do Phoenix e recebeu o prêmio de melhor no rinque.

A aventura de Cech, entretanto, será esporádica. O tcheco aparecerá apenas como a terceira opção entre os goleiros do Phoenix. Treinará somente quando seus compromissos com o Chelsea permitirem. De qualquer maneira, fica claro que há um craque à disposição no elenco. Não importa muito a modalidade, a aptidão para jogar sob as traves (ou à frente delas) prevalece.

.