A polêmica em torno da renovação de contrato com Antonio Cassano com a Roma está longe do fim. Pelo desenrolar da história, o caminho para o meia deverá ser mesmo a porta de saída. Ele acusa os dirigentes do clube de dificultarem o negócio. O vínculo do jogador termina no final da temporada.

As críticas de Cassano não foram engolidas por Rosella Sensi, diretora-geral e filha de Franco Sensi, proprietário da Roma. “Ele é um mentiroso e os nossos advogados avaliarão suas declarações. Já disse que o assunto do Cassano está encerrado, pois não falamos sobre pessoas que são incoerentes. Ele é quem está fazendo nós, do clube, e os torcedores de bobos”, disparou.

Giuseppe Bozzo, procurador de Cassano, sentiu-se ofendido e entrou na história. “Chamá-lo de mentiroso é o mesmo que chamar a mim deste modo. Sinto-me atingido como profissional e homem. Seria melhor para todos abaixar o tom. Cassano não é mentiroso, nem enganador. A verdade está debaixo dos olhos de todos”, comentou.

A longa disputa pela renovação do contrato, combinada com uma série de lesões, fizeram Cassano participar de somente duas partidas na Série A. Os problemas ameaçam também sua convocação para o grupo que disputará a Copa.