Casillas vive uma fase horrenda no Real Madrid, é fato. As falhas viraram rotina àquele que durante anos foi um dos melhores goleiros do mundo. A torcida merengue tem a sua razão em reclamar, ainda que a perseguição às vezes passe dos limites. O que precisa se questionar é a titularidade e o comportamento nos vestiários, mas não a posição de Casillas como ídolo. Vaiá-lo é ignorar sua história e as vezes em que salvou o time – e, para quem tem memória curta, não foram poucas as vezes em que o arqueiro teve que ser espetacular, em uma defesa “galáctica” com Michel Salgado, Pavón e outros de nível questionável. Mas se mesmo Cristiano Ronaldo, marcando gol em quase todos os jogos, também chega a ser vaiado…

>>> Cinco gols só de Cristiano e 9 a 1 no placar: o Real Madrid demoliu o Granada e os números

Independentemente da cobrança ou da fase, Casillas mantém a sua fidelidade à torcida. Algo que pôde ser notado neste domingo, durante a goleada sobre o Granada no Santiago Bernabéu. Aos nove minutos, um garoto recebeu uma bolada nas arquibancadas e preocupou o capitão. Mesmo com a bola rolando, Casillas não se satisfez enquanto o menino não era atendido, pedindo a chegada da equipe médica do estádio. Só um susto para a criança, que voltou ao seu lugar e viu o show merengue. No final do jogo, o veterano se dirigiu ao pequeno torcedor e ofereceu a sua camisa de presente.

Um gesto digno de ídolo. E, que ao invés das vaias recentes, rendeu aplausos de todos os merengues que a presenciaram. Como deve ser. Abaixo, o vídeo do momento, do Canal Futbolista: