Carrasco há três anos, Bale reencontra Inter na LE

Meia foi o destaque do time nos confrontos com o clube italiano na Liga dos Campeões há três anos e técnico diz que agora ele é um jogador ainda melhor

O estrago que Gareth Bale causou na Internazionale, então campeã europeia, foi grande. O encontro entre Tottenham e Inter foi pela fase de grupos da Liga dos Campeões e nos dois confrontos o jogador foi destaque. Na derrota por 4 a 3 em San Siro, ele marcou os três gols dos Spurs. No White Hart Lane, deu um baile em Maicon na vitória por 3 a 1.

“Eu acho que Gareth evoluiu como jogador”, disse o técnico do Tottenham, André Villas-Boas. “Ele é ainda mais perigoso agora. Eu lembro de ver os melhores momentos de Inter x Tottenham e como o Tottenham virou o jogo no final”, contou o treinador.

“Maicon era um lateral direito fora de série, um dos laterais da seleção brasileira, então ver um jogador jovem como Gareth jogar como ele jogou contra ele demonstra seu talento”, disse ainda Villas-Boas.

“Agora, dois anos depois, ele joga em uma posição diferente. Ele se tornou um jogador diferente, um jogador maior e mais completo”, continuou o português. “Ele é o tipo de jogador que pode determinar o andamento da partida, como pudemos ver nas últimas partidas”, contou.

André Villas-Boas trabalhou na Inter como analista de desempenho de José Mourinho. Foi o último clube que trabalhou nessa função antes de se aventurar como técnico. Ele deixou o cargo nos nerazzurri depois de uma temporada no clube para assumir a Acadêmica, em 2009.

“Foi um momento difícil da minha vida profissional [deixar a Inter]”, contou o técnico. “Naquele momento, eu era observador do José e eu queria me envolver um pouco mais no treinamento do time principal”, disse. “José sempre me viu fazendo o trabalho que eu fazia. Era um passo difícil de tomar, mas provavelmente foi o correto”, contou Villas-Boas.