O Liverpool quebrou a invencibilidade do Manchester City na Premier League. Chegou a abrir 4 a 1 antes de os homens de Guardiola descontarem para 4 a 3. O gol mais decisivo foi marcado por Roberto Firmino, quando o placar ainda estava empatado por 1 a 1. O brasileiro ganhou de John Stones no corpo e encobriu Ederson. Mané e Salah aproveitaram a deixa para construírem o placar da 18ª partida invicta dos Reds na temporada.

LEIA MAIS: O United precisa gastar mais para alcançar o City? Carragher tem um ponto interessante

Apesar de mais uma grande atuação, nem de longe a primeira nesta temporada, Roberto Firmino ainda é muito subestimado. Sua convocação à Seleção é frequentemente contestada no Brasil, mas, mesmo na Inglaterra, Firmino também não é considerado um dos principais atacantes da Premier League, no patamar de Romelu Lukaku e Harry Kane, por exemplo.  Isso foi discutido pelo ex-zagueiro do Liverpool, Jamie Carragher, na Sky Sports.

“Estamos falando de um dos jogadores mais subestimados da Premier League”, disse Carragher. “Ele é muito valorizado pelo treinador, mas, fora do Liverpool, não é mencionado entre os melhores atacantes. Ele tem 17 gols na temporada. É o primeiro nome do time titular. Sim, você tem Salah e Mané, mas Firmino segura a jogada e trabalha sem a bola. Isso faz dele um dos melhores jogadores de ataque da Premier League. Ele é um jogador de primeiro nível”.

Firmino tem 17 gols e nove assistências em 31 partidas na temporada, o que significa que ele participa diretamente de um tento praticamente todas as vezes que entra em campo. Na Premier League, colocou 10 bolas na rede. É o quinto colocado na tabela de artilharia, ao lado de Wayne Rooney, Álvaro Morata e Romelu Lukaku. Agüero (13), Sterling (14), Salah (18) e Kane (20) estão à frente.

Mas Firmino é, por exemplo, mais eficiente que Lukaku, contratado pelo Manchester United por £ 75 milhões – mais £ 15 milhões de variáveis. Com 22 partidas disputadas na Premier League, o brasileiro marca 0,56 gols a cada 90 minutos, contra 0,50 do belga. Nessa estatística, entre os melhores artilheiros da liga, está próximo de Morata (0,59) e Rooney (0,63) e bem atrás de Sterling (0,80), Agüero (0,82), Salah (0,97) e Kane (0,97).

Com cinco, Firmino é o segundo jogador de ataque que mais dá assistências na liga inglesa, ao lado de Agüero e Rashford, e atrás apenas de Salah (seis). O brasileiro serve 0,28 gols a cada 90 minutos, o oitavo colocado entre todos os atacantes do campeonato e o quarto entre os que disputaram mais de 20 partidas.

É o terceiro atacante que mais deu passes para finalização (30), atrás de Sánchez (47) e Salah (31). Com 1,69 a cada 90 minutos, tem a sétima melhor média do setor ofensivo nessa estatística e a segunda entre os que entraram em campo pelo menos 20 vezes, atrás de Martial (1,75). Vale, porém, mencionar Sánchez, que fez 19 jogos e tem uma média incrível de 2,81 passes chave a cada uma hora e meia de bola rolando.

Firmino é muitas vezes elogiado pelo seu trabalho defensivo. Ele é o terceiro atacante que mais ganhou divididas (25), com média de 1,41 a cada 90 minutos, e também o terceiro em interceptações (13) – 0,73 a cada 90 minutos. Mas comete muitas faltas, 31 no total, o quarto deste ranking, embora na média por 90 minutos esteja apenas em 22º lugar.

O brasileiro é o 11º jogador da Premier League que mais chuta a gol: 49 no total – Kane é o líder isolado com 130. Seu aproveitamento, embora tenha fama de mal finalizador, é bem razoável. Com 58% de arremates certos, ele fica em nono lugar entre os atacantes que bateram à meta pelo menos 20 vezes no campeonato.

Com esses números em mente, e acompanhando as atuações de Firmino com a camisa do Liverpool nesta temporada, a pergunta que fica é: concorda com Carragher que o brasileiro é um jogador subestimado?

Números do Squawka. 


Os comentários estão desativados.