Hugo Sánchez é indiscutivelmente o melhor mexicano da história do futebol. O pentacampeão espanhol pelo Real Madrid, porém, nunca conseguiu fazer o que Carlos Vela executou neste domingo pela Real Sociedad, na vitória por 4 a 3 sobre o Celta de Vigo. Sánchez nunca marcou quatro vezes em um único jogo de Campeonato Espanhol.

Vela também é o único nascido no México a conseguir o chamado “poker” em todas as quatro grandes ligas europeias (Alemanha, Itália, Inglaterra e Espanha). E só, também, porque, exceto por esses quatro gols, Vela havia balançado as redes apenas duas vezes em 12 jogos de La Liga pela equipe basca e, embora tenha surgido no Arsenal cheio de expectativas, nunca conseguiu correspondê-las.

Os gols de Vela foram típicos de um bom centroavante, embora o jogador de 24 anos tenha características mais compatíveis com segundos atacantes. Ele marcou da entrada da pequena área, de cabeça e saindo nas costas da defesa.

Provavelmente não teremos o único mexicano a fazer quatro gols em um único jogo das quatro principais ligas europeias na Copa do Mundo de 2014, apesar de o México ter se classificado. Vela, 24 anos, não atua pela seleção desde 2011 e recusou convocações para as últimas partidas das eliminatórias por “motivos pessoais”. Um deles é que o menino não gosta dos apelidos que a torcida mexicana colocou nele. Perderemos muito sem a “Hiena”.