Um empate no confronto direto entre o primeiro e o segundo colocado do Campeonato Francês bastava para o Paris Saint-Germain conquistar o título da Ligue 1, ainda com sete jogos pela frente. Mas o duelo contra o Lille, fora de casa, não terminou igualado. Longe disso. Aproveitando a expulsão de Bernat, ainda no primeiro tempo, o vice-líder da França aplicou uma implacável goleada de 5 a 1 sobre os milionários de Paris.

Foi a pior derrota do PSG pela Ligue 1 desde abril de 2010, quando perdeu por 4 a 0 para o Grenoble, um ano antes de o Catar começar a injetar dinheiro no clube. Primeira vez que o clube levou cinco gols em um jogo da liga nacional desde dezembro de 2000, quando perdeu por 5 a 1 para o Sedan.

O dia não começou glorioso para o PSG. Logo aos sete minutos, Meunier marcou gol contra e abriu o placar a favor do Lille. Os parisienses poderiam pensar que tudo estava voltando ao normal, quando Bernat apareceu na segunda trave para completar o cruzamento de Mbappé e empatar, mas ainda no primeiro tempo o lateral espanhol foi expulso.

O empate ainda bastava, mas o PSG buscava a vitória. E em um ataque, perdeu a bola na intermediária e viu o Lille tocar a bola de primeira até Ikoné lançar Pépé, entre os zagueiros. O jogador dos donos da casa avançou até a entrada da área e tocou na saída de Aroela para fazer 2 a 1.

Catorze minutos depois, aos 20 do segundo tempo, um gol de pelada. Marquinhos abandonou a linha de defesa para dar o bote, e Ikoné deixou Bamba livre. Ele entrou na área, arrumou o corpo e soltou a canhota para fazer o terceiro. Em cobrança de falta, Gabriel ampliou de cabeça, e José Fonte fechou o placar, em escanteio.

A derrota não muda o panorama do campeonato. O PSG tem 81 pontos em 31 rodadas, e o Lille pode chegar no máximo a 82. O título, oitavo na história e sexto nas últimas sete temporadas, virá de qualquer maneira, talvez na próxima quarta-feira, contra o Nantes, em partida atrasada. Mas a faixa de campeão levou uma bela carimbada.

.