O Cardiff City quer conversas diretas com o Nantes, que cobra o pagamento de € 17 milhões pela contratação do atacante argentino Emiliano Sala, que morreu em acidente de avião em janeiro. O clube galês se recusou a fazer o primeiro pagamento pelo jogador e o Nantes entrou com representação na Fifa. A entidade que dirige o futebol mundial definiu prazo até o dia 15 para os clubes se acertarem.

A Fifa tinha definido que fossem enviadas as provas até esta quarta-feira, 3 de abril, para julgar o caso. O Cardiff diz que o Nantes ainda tem que responder o seu pedido, enviado na semana passada, sobre o caso. Os galeses afirmaram na semana passada que a transferência de Sala não foi legalmente oficial e afirmou à Fifa que as condições para a conclusão do negócio não foram completas e Sala não foi registrado como jogador na Premier League. O Nantes diz que a documentação estava completa.

Sala foi contratado no dia 19 de janeiro como a transferência mais cara da história do Cardiff. Ele voltou para se despedir dos companheiros em Nantes e morreu em um acidente de avião, indo da França para Cardiff, no dia 21 de janeiro.

A alegação do Cardiff é que o acordo de transferência estipulado entre os clubes, como pedido do Nantes, é que a Associação de Futebol de Gales e da Ligue de Football Professional (LFP, que gere a Ligue 1) iriam confirmar a transferência de Sala no dia 22 de janeiro, que viria com a confirmação do certificado de transferência internacional que seria emitido.

A Premier League ainda não tinha a inscrição do jogador por isso. Assim, segundo o clube galês, o contrato diz que se algum dos termos do acordo não for cumprido por qualquer uma das partes, então o acordo seria nulo e sem efeito.

O Cardiff pediu um encontro com o Nantes para tratar do assunto, mas ainda não foi respondido pelo clube francês. “O Cardiff recentemente escreveu para o FC Nantes propondo uma reunião para discutir as questões a respeito da tragédia de Emiliano Sala e a transferência planejada, de acordo com a requisição da Fifa para os nossos dois clubes para chegar a uma resolução diretamente. Até agora, o Cardiff City não recebeu resposta do FC Nantes”, diz um comunicado emitido pelo clube da Premier League.

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, se pronunciou sobre o assunto dizendo que espera que os dois clubes cheguem a um acordo, sem necessidade de intervenção da Fifa. Caso os clubes não cheguem a um acordo, a entidade deve abrir uma investigação sobre o caso para determinar qual deverá ser o procedimento.

Sala, de 28 anos, voava de Nantes para Cardiff em um avião particular pilotado por David Ibbotson, que ainda não foi encontrado. Segundo a BBC Wales, o piloto não tinha autorização para fazer voos noturnos, como foi esse que levou Sala ao Reino Unido. A BBC verificou que o piloto era daltônico e só tinha licença para fazer voos durante o dia.