O Sassuolo fez uma grande partida no Mapei Stadium nesta quarta-feira e não se intimidou com a líder Juventus. O empate por 3 a 3 acabou sendo um resultado que fez jus à partida, muito movimentada e repleta de finalizações. Os líderes tiveram problemas para líder com o ímpeto dos mandantes, que atacaram vorazmente. Francesco Caputo foi o grande destaque do jogo, com Domenico Berardi também teve uma boa atuação.

Em 11 minutos, a Juventus abriu dois gols. Primeiro, em uma bola que sobrou fora da área com o lateral Danilo, chutou colocado e o grande número de jogadores à sua frente atrapalhou o goleiro: 1 a 0. No segundo, Pjanic fez um lindo lançamento, de primeira, nas costas da zaga. Higuaín saiu livre, avançou e, frente a frente com o goleiro, chutou forte para não dar chance ao arqueiro: 2 a 0.

Só que o placar não ficaria assim até o fim do primeiro tempo. Aos 29 minutos, depois de um bate rebate dentro da área, a bola sobrou para Caputo, que ajeitou para Filip Djuricic chutar no ângulo e marcar: 2 a 1.

Mais do que só diminuir o placar, o Sassuolo foi muito perigoso no primeiro tempo. Foram 16 chutes a gol dos mandantes, algo que a Juventus ainda não tinha sofrido nesta temporada. Foram 16 chutes, com seis deles no gol. Além de mais chutes, o Sassuolo teve mas posse de bola (62% a 38%) e era quem mais buscava. Apesar disso, o primeiro tempo terminou mesmo 2 a 1 para o clube de Turim.

Logo a cinco minutos do primeiro tempo, o Sassuolo empatou. Uma cobrança de falta perfeita de Domenico Berardi, que colocou fora do alcance de Wojciech Szczesny: 2 a 2 no placar. E em seguida, o Sassuolo aproveitou o embalo para marcar mais um. Francesco Caputo abriu para a direita com Berardi, que chutou cruzado e o próprio Caputo chegou na segunda trave para colocar os neroverdi em vantagem: 3 a 2.

Só que a Juventus não desistiu na partida. Maurizio Sarri fez duas alterações logo depois de sofrer o gol. Tirou Gonzalo Higuaín e Miralem Pjanic para colocar Paulo Dybala e Adrien Rabiot. Pouco depois, ainda tirou Federico Bernardeschi e colocou Douglas Costa. O empate viria logo. Depois de cobrança de escanteio de Betancur, Alex Sandro, de cabeça tocou para marcar e igualar o marcador: 3 a 3.

O jogo ficou muito aberto e os dois times impunham jogadas de velocidade. Um time emendava contra-ataques no outro e criavam chances. Cristiano Ronaldo desperdiçou chance, assim como Rabiot, em um chute forte. Já nos acréscimos, o Sassuolo quase chegou ao gol e um chute de fora da área, mas Szczesny defendeu.

No fim, o empate deu a sensação que o Sassuolo poderia ter feito até mais. A Juventus tem problemas que ficam claros a cada jogo. O título está próximo, mais uma vez, mas o desempenho, tantas vezes questionado, voltará a ser.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore