Gabi Fernández, capitão do Atlético de Madrid, foi interrogado por suposta participação em um resultado manipulado. Foi um Zaragoza e Levante, pela última rodada da temporada 2010/11. Então capitão do Zaragoza, Gabi marcou dois gols e o time venceu por 2 a 1 fora de casa, se salvando do rebaixamento. A suspeita é que os jogadores do Levante receberam dinheiro para perder aquele jogo. Gabi admitiu que algo de estranho aconteceu, mas negou o seu envolvimento pessoal em qualquer esquema de corrupção, dizendo que só seguiu ordens dos dirigentes.

LEIA TAMBÉM: Simeone parte para a catimba e árbitro faz cara de quem não entendeu nada

Segundo informou o jornal El Mundo, o jogador admitiu ter recebido uma quantia de € 85 mil do Zaragoza. Gabi afirmou que o presidente do Zaragoza, Agapito Iglesias, o avisou dessa operação, mas o jogador devolveu o dinheiro ao clube. A declaração foi dada ao fiscal Alejandro Luzón, que cuida do caso. “Não estou ciente de que chegou aos jogadores do Levante nem o que aconteceu com esse dinheiro”, disse Gabi.

Perguntado pelas autoridades se não achava essa operação suspeita, o meio-campista justificou pela má situação financeira do clube na época. “Como o clube estava para falir, pensei que era por isso”, afirmou. O então capitão do Zaragoza achou estranha a operação de dinheiro e perguntou ao presidente se aquilo não poderia implicar em problemas no imposto de renda. “Não se preocupe, qualquer coisa o clube faz as correções”, teria respondido o presidente.

Gabi tem colaborado com as autoridades e disse que só fez o que os dirigentes do clube pediram e que sua participação se limitou a sacar o dinheiro e devolvê-lo ao clube. O jogador, atual capitão do Atlético de Madrid e Diego Simeone, ainda afirmou que ele não teria como se beneficiar disso, porque naquele momento já estava com a transferência acertada para voltar ao Atlético de Madrid, depois de quatro anos defendendo o Zaragoza.

A investigação policial revelou que diversos jogadores do Zaragoza receberam diversas quantias que ultrapassam um milhão de euros. A informação inicial era que os jogadores receberam € 120 mil cada um, mas Gabi afirma que recebeu € 85 mil. Um dia antes do jogo, os jogadores teriam sacado o dinheiro, que seria entregue aos jogadores do Levante, embora Gabi tenha dito que devolveu ao presidente. As investigações documentaram dinheiro vivo pago aos jogadores após o jogo, que foi usado, por exemplo, para compra de um veículo SUV.

As investigações continuam e Gabi segue colaborando com as investigações. Ao sair da polícia, o jogador se mostrou tranquilo. “Está tudo muito bem. Estou muito tranquilo. Jogo no sábado, com certeza”, declarou. Além de Gabi, o presidente do Zaragoza, Agapito Iglesias, e e outros ex-dirigentes do clube.

Especula-se na Espanha uma punição a Gabi por ter participado do esquema, embora ele negue que soubesse do que se tratava. Alguns já cogitam até mesmo o encerramento da carreira do jogador, que tem 31 anos. Ele é um dos símbolos do atual Atlético de Madrid.

VOCÊ PODE SE INTERESSAR TAMBÉM:

– 5 perguntas sobre arbitragem que podem ter passado pela sua cabeça