Quando li algo parecido com o título deste post logo no início da manhã desta terça-feira, imaginei que se tratava do francês ser presidente do Cosmos (onde exerce cargo executivo) ou do Manchester United, clube que o consagrou mundialmente. Mas não. A ambição de Cantona é maior. Ele quer ser o maior fanfarrão do mundo. Claro, porque certamente é essa a intenção ao lançar o boato que ele será candidato a presidente da França.

Cantona foi um dos grandes jogadores da história do Manchester United. Fez também carreira importante no Leeds, onde foi campeão inglês. Aos 45 anos, o ex-jogador marcou época pela personalidade forte, as atitudes controversas e os muitos gols e lances de habilidade.

Um jogador genial, mas também genioso. Em uma discussão com um torcedor na Inglatgerra, onde já não havia alambrado. Uma voadora que entrou para a história:

E que tornou-se uma espécie de âncora dos comerciais da Nike. Quem não se lembra dele em diversos comerciais, entre eles esse aqui, quando ele estrelava a campanha?

E aí, sera que Cantona pode suceder Nicolas Sarkozy?