O téncico Ralf Rangnick pediu demissão nesta quinta-feira do Schalke 04, alegando estar “sem energia” para levar o clube ao sucesso esperado. O treinador, de 53 anos, é o segundo técnico a deixar um clube da Bundesliga nesta semana.

O Hamburg demitiu Michael Oenning na segunda-feira e Rangnick deixa o Schalke imediatamente, depois de apenas seis meses no cargo – ele substituiu Feliz Magath, demitido no meio da temporada passada.

 

“Depois de longa e cuidadora avaliação, eu cheguei à conclusão que eu precisava de uma parada”, disse Rangnick ao site do Schalke.

“Eu acho incrivelmente difícil tomar uma decisão como essa, mas meu nível de energia atual não é alto o suficiente para ser bem sucedido e, em particular, para o time e para o clube”, afirmou ainda o técnico. “Eu estou saindo em benefício do time, que eu espero o sucesso para o resto da temporada”.

Rangnick comandou o Schalke na campanha do time na Liga dos Campeões da temporada passada, quando os Azuis Reais chegaram à semifinal da competição.


Os comentários estão desativados.