Candidato critica acordo do Real Madrid com C. Ronaldo

Comprar Cristiano Ronaldo do Manchester United por valor em torno de € 100 milhões seria “loucura”, defendeu um dos candidatos à presidência do Real Madrid, Juan Onieva, na sexta-feira.

O antigo vice-presidente, que concorrerá ao cargo nas eleições de junho, declarou em entrevista que estava ciente de um pré-contrato com o português, feito pelo ex-presidente Ramón Calderón.

Segundo ele, há uma obrigação entre as partes de pagamento de indenização, caso mudem de idéia até 30 de junho. “Eu não concordaria com isso. Se tivesse que tomar a decisão, contestaria o acordo. Acho loucura”, disse Onieva à rádio Onda Cero. “Eu apenas vi os termos em geral, não vi o documento”, completou.

No entanto, o Real desmentiu o acordo com o jogador do Manchester United. “O Real Madrid nega a informação que surgiu na mídia sobre um acordo com Cristiano Ronaldo, do Manchester United. Não existe nenhum pré-contrato entre o clube e o jogador , seu agente, ou o próprio Manchester United”, dizia nota oficial publicada no site dos Merengues. “Como se sabe, o Real Madrid tentou trazer o jogador no último verão (europeu), mas o Manchester United defendeu firmemente que ele não seria transferido.”

O entrevistador mencionou o valor de € 100 milhões, para o qual Onieva replicou: “Acho que é um pouco menos que isso, porque o acordo foi feito em libras.”

“Não é certo pagar esse grande valor, especialmente em uma época como essa. É quase ofensivo. Também não acho que essa seja a solução para o Real Madrid.”

Ronaldo afastou as especulações sobre sua saída, e defendeu que está feliz no Manchester United, e não planeja sair. Seu contrato com os ingleses vai até 2012.