Mbappé, Kane, Hazard ou outro: quem leva o prêmio de melhor jogador da Copa?

Além do domínio europeu, a Copa do Mundo disputada na Rússia tem outra característica bastante interessante: não há espaço para Lionel Messi, Cristiano Ronaldo ou Manuel Neuer na disputa pelo prêmio de melhor jogador deste Mundial. Com o trio eliminado ainda nas oitavas, ou antes delas no caso do goleiro alemão, a Bola de Ouro entregue pela Fifa ficará com um dos jogadores de seleções menos badaladas no cenário internacional. As semifinais serão formadas por França e Bélgica, que se enfrentam em São Petersburgo às 15h (de Brasília) desta terça-feira (10), e por Inglaterra e Croácia, que, na quarta (11), decidem em Moscou, no mesmo horário, quem passa para a decisão.

As casas de apostas apontam para o favoritismo de um atleta de 19 anos. Estamos falando de Kylian Mbappé, que atualmente lidera as cotações para ficar com o prêmio de melhor jogador da Copa do Mundo. Ele devolve R$ 4,50 a cada R$ 1,00 investido pelo apostador na sua obtenção do feito. É claro que o mais difícil ele ainda precisa fazer: brilhar nas duas últimas partidas de um Mundial, aquelas que costumam ser as mais difíceis para qualquer jogador e em qualquer geração.

Quem também aparece empatado na liderança das cotações (e também devolvendo R$ 4,50) é outro nome que também já fez o necessário para ser bem avaliado, mas que precisa dar o pulo final para terminar de escrever a sua atuação na história: trata-se do inglês Harry Kane, artilheiro da Copa do Mundo com seis gols até aqui e com a possibilidade de ser o primeiro, desde Totó Schillaci em 1990, a faturar a artilharia e o prêmio de melhor jogador da mesma Copa do Mundo.

Completando o trio de favoritos à Bola de Ouro está o belga Eden Hazard, que paga R$ 5,50. A Bola de Ouro foi criada em 1978, e das seleções que permanecem vivas na Rússia, apenas a França, com Zinedine Zidane em 2006, já viu um atleta do país receber o prêmio.

É essencial que se destaque, também, que nem sempre o jogador escolhido como o melhor da Copa acaba integrando a equipe campeã. Em 2014, por exemplo, quem ficou com o prêmio foi Messi, da vice Argentina. Em 2010, houve a premiação ao jogador que terminou na pior posição geral: Diego Forlán, o quarto colocado com o seu aguerrido Uruguai. O último a ser campeão e ficar com o prêmio de melhor jogador foi Romário, em 1994.

Por isso, vale olhar também para as cotações de Modric (R$ 8,00), De Bruyne (R$ 9,00) e Griezmann (R$ 13,00). Afinal, o peso da camisa, como a história mostra, não chega a ser decisivo para a escolha no final do campeonato. Tampouco o resultado final. Mas convenhamos que seria bem raro o prêmio ficar pela segunda vez seguida com um jogador questionado, como Messi em 2014, que não fez gols nos mata-matas e ainda assim ergueu, tímido, o seu troféu conquistado no Maracanã.

Está começando nas apostas e ainda tem dúvidas? Você pode então dar uma conferida neste infográfico publicado aqui, com os principais detalhes sobre como apostar e lucrar com as mais diferentes situações nesta Copa do Mundo que está sendo disputada na Rússia. E quem já tem uma certa bagagem e quer saber ainda mais sobre os odds, as zebras e os favoritos da Rússia-2018 pode clicar neste último link para conferir o caprichado especial que preparamos para os apostadores de todos os níveis. É de graça e está em português. Vale demais conferir.

Os odds para o prêmio de melhor jogador da Copa do Mundo:

Mbappé (França) – R$ 4,50

Kane (Inglaterra) – R$ 4,50

Hazard (Bélgica) – R$ 5,50

Modric (Croácia) – R$ 8,00

De Bruyne (Bélgica) – R$ 9,00

Griezmann (França) – R$ 13,00

Lukaku (Bélgica) – R$ 15,00

Pickford (Inglaterra) – R$ 21,00

Subasic (Croácia) – R$ 34,00

Pogba (Inglaterra) – R$ 34,00

Rakitic (Croácia) – R$ 34,00

Confira outros odds do futebol brasileiro e internacional na Trivela.