Emre Can chegou ao Borussia Dortmund como uma possível solução defensiva, entre seu encaixe no meio-campo e a capacidade de também atuar na zaga. Neste sábado, o alemão estreou como titular dos aurinegros na Bundesliga e entrou na cabeça de área, ao lado de Axel Witsel, numa retomada do 4-2-3-1. Pois o novo reforço precisou de pouquíssimo tempo para sentir as debilidades da equipe de Lucien Favre. Apesar de seu golaço durante o primeiro tempo, Can era um dos jogadores engolidos pelo Bayer Leverkusen na segunda etapa. Dois gols-relâmpago no final permitiram a virada dos Aspirinas por 4 a 3.

Nesta segunda-feira, o camisa 27 foi sincero o suficiente e fez pertinentes críticas ao que está evidente: a defesa do BVB é muito frágil. Não adianta ao time produzir gols em profusão, se a marcação não consegue segurar o placar. Às vezes, a enorme qualidade ofensiva dos aurinegros se sobrepõe e garante o triunfo, mas nem sempre isso vem ocorrendo e pontos importantes acabam desperdiçados na Bundesliga. O jogo na BayArena foi um retrato do caos, sobretudo pela lentidão da linha de zaga e pelos erros de posicionamento.

“Estamos dando muitas facilidades para anotarem os gols, e só estou aqui há uma semana. O time realmente possui um potencial enorme, mas precisa aprender uma coisa: dizendo francamente, você tem que jogar sujo às vezes e cometer faltas se for necessário”, apontou o volante, em entrevista à Sky alemã.

Can também fez uma autocrítica ao admitir que ele e seus companheiros do meio-campo não providenciaram a proteção necessária, deixando a linha defensiva do Dortmund bastante exposta durante o jogo contra o Leverkusen: “Todo mundo precisa defender junto. Nós temos que ser melhores defensivamente juntos, do ataque à defesa. Não me refiro apenas ao goleiro ou aos defensores, mas a todos”.

O Dortmund sofreu 32 gols em 21 rodadas da Bundesliga, a pior marca entre os 11 primeiros colocados do campeonato – igualado a Hoffenheim e Union Berlim. E os números dos aurinegros como visitantes conseguem ser ainda mais preocupantes: são 22 tentos engolidos em apenas 11 compromissos, o sexto pior registro de toda a competição.

De qualquer forma, Can aposta numa evolução defensiva do Dortmund rumo ao fim da temporada: “Lamento o resultado deste sábado, mas a temporada é longa. Acredito neste time, aprendi isso nestes poucos dias treinando com meus novos companheiros. Eu definitivamente vou me dedicar para contribuir à equipe. Também posso jogar melhor do que desta vez. Veremos como será no futuro”. O Dortmund soma 39 pontos na Bundesliga, a quatro do líder Bayern de Munique. Na próxima rodada, os aurinegros terão um compromisso ardiloso: receberão o Eintracht Frankfurt, no Signal Iduna Park.