Uma das primeiras medidas tomadas diante da convulsão social que assolou o Chile e fez com que a final da Libertadores fosse transferida de Santiago para Lima foi paralisar o Campeonato Chileno. Desde então, houve a expectativa que ele fosse retomado e até uma tentativa frustrada de fazê-lo, mas, nesta sexta-feira, os presidentes dos clubes votaram pelo encerramento do torneio, a seis rodadas do fim. Assim, a Universidad Católica assegura o segundo bicampeonato nacional da sua história.

Faz cinco semanas que o Campeonato Chileno não tem rodada. Semana passada, houve uma tentativa de retomá-lo, mas torcedores associados ao Colo-Colo interromperam o jogo entre União La Calera e Deportes Iquique, que estava sendo realizado no estádio La Florida, em Santiago, geralmente utilizado pelo Audax Italiano. Atiraram objetos no gramado, atearam fogo em barricadas, e os jogadores recuaram aos vestiários. O jogo foi paralisado, e, posteriormente, a rodada acabou suspensa. O único duelo que terminou foi a vitória do Cobresal, por 3 a 2, sobre o Unión Española.

Na terça-feira, os clubes haviam votado pela suspensão, por 34 a 13, mas sem alcançar o quórum necessário de 80%. O novo pleito teve votos suficientes: 42 a favor do cancelamento entre 48 possíveis. A medida vale para as três primeiras divisões do futebol chileno. A Federação Chilena informou que os torneios desta temporada não terão acessos ou rebaixamentos, e que ano que vem as duas primeiras divisões terão os mesmos 16 participantes. As vagas em torneios internacionais ainda serão definidas.

Apesar do anti-clímax de ser campeão desta maneira, é difícil contestar os méritos da Universidad Católica. Antes da paralisação, o clube liderava o certame com 13 pontos de vantagem para o Colo-Colo. Precisava, na prática, de uma vitória e dois empates nas seis rodadas finais para selar a conquista. Foram 16 triunfos, cinco empates e três derrotas nas 24 partidas disputadas, com o melhor ataque (44) e a melhor defesa (14).

No fim, a última partida da campanha vitoriosa da Universidad Católica foi contra o Unión La Calera, em 16 de outubro. O dia seguinte foi o último em que se foi possível organizar grandes jogos de futebol no Chile. A Católica perdeu por 1 a 0, e talvez seja apropriado que esse acabe sendo o jogo do título mais melancólico da história do futebol chileno.

.