Calendário: quando começam e o que esperar dos principais campeonatos europeus

Saiba quando começam e terminam as cinco principais ligas da Europa

A vida é amarga sem os campeonatos europeus. Poucas coisas são mais frustrantes do que cair da cama em um sábado de manhã, ligar a televisão e não ter um jogo sequer da Premier League para assistir. Talvez só um daqueles almoços de domingo sem La Liga e aquelas tardes de abstinência de futebol que você pensa que estaria muito feliz assistindo até mesmo a um Bastia x Caen (tá bom, não é pra tanto). Vai dizer que não é bom se sentir disputado quando seu time joga no mesmo horário que um Derby della Capitale e você quer assistir às duas partidas? Ou quando você está atrasado para um compromisso porque está vendo a equipe que gosta na Bundesliga jogar? Você se sente culpado por isso porque o placar está 0 a 0, mas aí seu jogador preferido marca um golaço com menos de 30 segundos antes do apito final. Não é legal?

LEIA TAMBÉM: Entidades místicas do futebol europeu: a promessa formada no Barcelona

Para a nossa felicidade, o início da temporada 2016/17 das cinco principais ligas da Europa está cada vez mais próximo. Daqui a menos de 30 dias ou um mês exato, dependendo da competição, todas as dúvidas começarão a ser respondidas. Como o Leicester vai se comportar na Premier League? Será que o West Ham ficará mais forte no Estádio Olímpico com o dobro de torcedores? A dupla de Milão finalmente voltará ao protagonismo na Itália? Alguém vai conseguir fazer gol na Juventus? E como será o Sevilla sob o comando de Jorge Sampaoli e com, possivelmente, o Ganso de volante (ou quase isso)? O ataque do Paris Saint-Germain vai continuar eficiente sem Zlatan Ibrahimovic? É a hora do Borussia Dortmund, com o timaço que está, conseguir derrubar a supremacia de quatro temporadas seguidas do Bayern de Munique? Está chegando a hora de saber.

Ao contrário de como acontece no Brasil, a pausa entre uma temporada e outra é de, aproximadamente, 90 dias. A Ligue 1, o último campeonato a terminar, foi encerrado no dia no dia 20 de maio deste ano. Pouco menos de três meses depois, a liga francesa volta às suas atividades. Enquanto isso, os clubes disputam a pré-temporada, que é um período para o técnico, quando novo, conhecer melhor o elenco. Ou então, quando já está no cargo há um tempo, ver como andam suas peças e como poderá usá-las na próxima campanha. Ou seja, os torneios são muito mais treinamentos do que competições em si. Traçando um paralelo com o calendário brasileiro, esse período de amistosos equivale, mais ou menos, ao nosso de estaduais, uma vez que nos países da Europa não há campeonatos regionalizados (pudera: alguns países são do tamanho de estados brasileiros).

Não é certo desmerecer nossas competições por estado, que são, sim, muito importantes. Afinal, o Brasil é enorme, e é nesses campeonatos que o ganha pão de muitos clubes é garantido, onde times pequenos encontram uma oportunidade única de se destacarem e conseguirem fazer dinheiro vendendo jogadores para agremiações maiores e onde têm a chance de prolongar seus, particularmente, enxutos calendários.

No entanto, é por conta da duração dos estaduais (que, por sinal, será reduzida a partir do ano que vem, mas as alterações não foram tão expressivas) que a diferença entre o descanso europeu e o brasileiro é de quase dois meses e nós não ficamos com tanta saudade assim de futebol nacional. Já falamos sobre o problema do calendário Brasileiro de 2016 e também já falamos sobre uma ótima proposta do Bom Senso para dar mais calendário e mais vida a todos os clubes, dos menores aos maiores. Sem mexer nisso, continuamos com problemas sérios. Mas o assunto aqui é Europa, então voltemos a ela.

O pontapé inicial da temporada europeia de 2016/17, entre as principais ligas, fica por conta da Ligue 1, que tem início no dia 12 de agosto. A grande novidade do campeonato francês talvez seja Unai Emery como técnico do Paris Saint-Germain, que chega à França para encarar o desafio de fazer os parisienses se fortalecerem em competições continentais. No dia seguinte, 13 de agosto, começa a tão esperada temporada da Premier League. E com dois confrontos muito bons logo na primeira rodada: Arsenal x Liverpool e Chelsea x West Ham. Vai ser interessante acompanhar esta edição da competição inglesa para ver como Pep Guardiola e José Mourinho se sairão nos rivais de Manchester e como os jogadores lidarão com as novas regras de arbitragem estabelecidas este mês.

A bola rola em La Liga pouco menos de uma semana depois, no dia 19 de agosto. O campeonato promete ser mais competitivo este ano, com a ascensão do Atlético de Madrid, Sevilla (com Ganso), Villarreal (que deve ter Pato) e até o próprio Celta de Vigo. Já a Serie A de 2016/17 estreia no dia 21 de agosto com Milan x Torino, uma disputa que vale a pena ver por se tratar da estreia de Sinisa Mihajlovic, ex-técnico do time de Milão, no comando do Toro. A Bundesliga, com menos rodadas, mas não menos interessante do que as outras ligas, começa seis dias após o campeonato italiano, no dia 26 de agosto. Nesta temporada o campeonato alemão vai contar com a estreia do RB Leipzig, time com menos de uma década de existência e que foi da quinta à primeira divisão da liga em apenas sete anos (com investimentos da Red Bull, é bom ressaltar, porque isso ainda causa alguma controvérsia).

Confira as datas de início e término de cada um dos cinco campeonatos:

Bundesliga: 26 de agosto de 2016 – 20 de maio de 2017 (34 rodadas)
Fim da temporada 2015/16: 14 de maio de 2016

La Liga: 19 de agosto de 2016 – 21 de maio de 2017 (38 rodadas)
Fim da temporada 2015/16: 15 de maio de 2016

Ligue 1: 12 de agosto de 2016 – 20 de maio de 2017 (38 rodadas)
Fim da temporada 2015/16: 23 de maio de 2016

Premier League: 13 de agosto de 2016 – 21 de maio de 2017 (38 rodadas)
Fim da temporada 2015/16: 17 de maio de 2016

Serie A: 21 de agosto de 2016 – 28 de maio de 2017 (38 rodadas)
Fim da temporada 2015/16: 15 de maio de 2016

TRIVELA FC: Conheça nosso programa de relacionamento, ganhe benefícios e marque um gol pelo jornalismo independente!