Velha guarda conta como ensinou CR7 a não ser cai-cai na pancada

Phil Neville revelou "tratamento especial" de Roy Keane, Nicky Butt e Paul Scholes durante os treinamentos: "Chutavam-no todo dia, toda semana, a temporada toda”

Quem viu Cristiano Ronaldo em seus primeiros anos no Manchester United sabe bem que o português era conhecido por simular muitas faltas. Não foram poucas as vezes em que o atacante foi vaiado por torcedores adversários após cair no gramado injustificadamente. Demorou algumas temporadas para que Ronaldo mudasse esse estilo, e um dos principais catalisadores desta mudança pode ter vindo dos treinos do jogador pelos Red Devils.

Phil Neville, integrante da atual comissão técnica do United e ex-jogador do clube entre 1995 e 2005, revelou que Cristiano Ronaldo tinha um “tratamento especial” durante as sessões de treino em seus primeiros anos no clube de Old Trafford. Em entrevista à ITV para um documentário sobre o português, o ex-lateral contou que o primeiro ano do gajo não foi nada fácil. “Eu diria que os 12 primeiros meses dele foram um intenso processo de fortalecimento. Na época, nos treinos, tínhamos o Keane, o Butt e o Scholes, e sempre que ele (Ronaldo) pegava a bola, eles o chutavam repetidamente. Não apenas uma vez. Chutavam-no todo dia, toda semana, a temporada toda.”

“Ele se jogava muito. Tentava conseguir faltas e vinha sendo muito criticado. O pessoal (no United) foi duro com ele por sua simulação, e isso estava colocando pressão sobre nós”, completou Neville.

Em sua última temporada pelo Manchester United, alguns torcedores ainda reclamavam da postura do jogador em campo, mas reconheciam sua evolução em tentar se manter de pé o máximo possível. Após três temporadas completas pelo Real Madrid, Cristiano Ronaldo mostra um futebol cada vez mais objetivo, como evidenciado por seus números com a camisa merengue: 211 gols em 207 jogos.