Os 36 clubes da Bundesliga e da Bundesliga 2, a segunda divisão alemã, se reuniram por videoconferência nesta quinta-feira (14) para debater detalhes do retorno de seu futebol, que acontecerá neste final de semana. Da conversa, saíram algumas deliberações, a principal delas sendo a aprovação das cinco substituições propostas pela Fifa.

Nesta semana, a IFAB, órgão que dita as regras do futebol, aceitou a sugestão da Fifa e anunciou uma emenda que permitiria o uso de cinco substituições por partida para competições que terminem até o fim de 2020. A medida visa preservar o bem-estar dos jogadores, que terão que realizar um grande número de partidas em pouco tempo para garantir o encerramento dos campeonatos.

A emenda é apenas facultativa, então cabe às competições adotá-la ou não. Primeira grande liga programada para retornar, a Bundesliga decidiu abrir o precedente e implementar as cinco alterações. O Comitê de Futebol da DFL recomenda um máximo de duas substituições por vez.

Outras novidades anunciadas pela Liga de Futebol Alemã (DFL) após a reunião desta quinta-feira dizem respeito a planos de contingência para esta retomada de suas competições. Primeiramente, a entidade anunciou que, se necessário, poderá esticar as duas primeiras divisões nacionais até julho.

Foi determinado também que, caso haja situação crítica em alguma região da Alemanha envolvida nas partidas, os jogos poderão mudar de local mesmo em cima da hora. Por fim, caso a continuidade das competições não seja possível, um regulamento para determinar as classificações deverá ser desenvolvido nas duas semanas seguintes à potencial paralisação.

A nove rodadas do fim, a Bundesliga retorna com tudo neste final de semana. No sábado (16), já para reabrir a competição, Schalke 04 e Borussia Dortmund se enfrentam no dérbi do Vale do Ruhr, às 10h30 (horário de Brasília). O Bayern de Munique entra em campo no domingo (17), quando visita o Union Berlim, às 13h.