Gianluigi Buffon foi o goleiro mais caro da história por um longo tempo. Custou o equivalente a € 52 milhões (105 milhões de liras, na época), um recorde que se manteve até a contratação de Alisson pelo Liverpool, que custou € 72,5 milhões e em seguida superada pela contratação de Kepa Arrizabalaga, que foi para o Chelsea por € 80 milhões. Apesar do custo alto, Buffon acredita que a sua compra foi um dos melhores negócios da história da Juventus.

LEIA TAMBÉM: Na Juventus em que foi tão grande, o maior momento de Buffon foi quando aceitou ser menor, na Serie B

 

Formado pelo Parma, Buffon chamou a atenção por subir ao time profissional em 1994. Ganhou destaque e se tornou titular ao longo do tempo. Em julho de 2001, foi contratado pela Juventus pelo que foi considerado uma fortuna na época. Buffon fez 656 jogos pela Juventus, em 17 anos que defendeu as cores do clube, se tornando um dos maiores jogadores da história do clube de Turim e do futebol italiano como um todo.

Alguns chegaram a dizer que a contratação de Ederson por 35 milhões de libras em 2017 teria ultrapassado a de Buffon, mas a libra se enfraqueceu frente ao euro e a contratação, então a conversão ficou em € 40 milhões. Esse tipo de contratação muito cara de um goleiro demorou a acontecer, em comparação aos jogadores de linha. Só que Buffon acha que isso faz muito sentido, como foi no caso dele. “Este é um período em que as somas que os times estão gastando nos jogadores se tonaram extraordinárias comparadas ao que costumavam ser”, disse o atual jogador do PSG, de 40 anos, à revista Four Four Two. A entrevista completa sairá na edição de fevereiro de revista inglesa.

“Eu acho que são movimentos muito inteligentes. Se você voltar na minha contratação pela Juventus, o tanto de dinheiro gasto em mim fez todos os críticos dizerem o mesmo: ‘Não, você não pode gastar tanto por um goleiro’. E, você sabe, é certo que essas conversas aconteçam. Mas, no fim, eu fiquei na Juventus por 17 anos. Eu acho que, comigo, a Juventus fez um dos melhores negócios da sua história. Se você olhar isso agora, eu duvido que alguém discorde disso”, afirmou o goleiro.

Buffon acredita que os três goleiros que foram contratados por valores altos têm um perfil similar e que os clubes da Premier League que os contrataram fizeram bons investimentos. “Ederson, Kepa e Alisson, todos os três são muitos jovens, como eu era quando eu fui para a Juventus”, afirmou Buffon. “Então, eles garantiram seus novos clubes por um longo período de tempo que eles sabem que não precisarão de outro goleiro”, continuou. “Eu acho que todo goleiro deveria ser pago de acordo com o seu valor e de acordo com o que eles sabem que valem. Não há batalhas entre goleiros e defensores, goleiros e atacantes, goleiros e meio-campistas”, afirmou ainda o italiano.

Com contrato com o PSG, Buffon tem sido titular do time francês que sonha com a conquista da Champions League, um título que o goleiro ainda não tem na sua vitoriosa carreira.