Na quarta rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões da Ásia 2015, os brasileiros se destacaram mais ainda em comparação com as jornadas anteriores. Foram nove bolas nas redes dos nossos jogadores, que garantiram vitórias de seus times, mas também empates que os mantêm sonhando com vaga nas oitavas de final da competição. Por enquanto, nenhum time alcançou a próxima fase, mas já há duas equipes eliminadas. Veja como foi o desempenho dos brasileiros nesta rodada da Liga dos Campeões da Ásia 2015.

VEJA TAMBÉM: É assim que será a transição da Juventus de Nike para Adidas

Everton Ribeiro garante vitória

No Grupo D, a situação está longe de uma definição. O Al Ahli (Arábia Saudita) é o único com alguma tranquilidade após quatro jogos, pois soma oito pontos, cinco à frente do Al Ahli Dubai (Emirados Árabes Unidos) e com quatro de vantagem sobre Nasaf Qarshi (Uzbequistão) e Tractor Sazi (Irã).

O Al Ahli Dubai só assumiu a segunda colocação por causa do gol salvador de Everton Ribeiro. A equipe jogava fora de casa diante dos uzbeques e empatava sem gols até os 36 minutos do segundo tempo. Eis que o ex-jogador do Cruzeiro recebe passe na direita, se aproxima da área e finaliza. A bola desvia num adversário e engana o goleiro, que não conseguiu impedir a derrota do Nasaf Qarshi.

Brasileiro na lanterna. Na outra partida da chave D, o Tracor Sazi vencia o Al Ahli por 2 a 1 até os 45 minutos do segundo tempo, quando sofreu o empate do adversário. O atacante Edinho, que passou nas bases de Atlético Paranaense e Vasco da Gama e está desde 2008 no futebol iraniano, abriu o placar para os donos da casa, em mais um chute que desviou num adversário, enganando o goleiro.

Metade dos gols é brasileira

No Grupo E, Shandong Luneng (China) e Kashiwa Reysol (Japão) fizeram partida movimentada e cheia de emoção. O empate de 4 a 4 teve quatro gols brasileiros, o primeiro do atacante Leandro Montera, revelado no Nacional paulistano e desde 2005 no futebol asiático, mais precisamente Japão e Catar.

Mas o destaque é para os dois tentos do meia Cristiano da Silva, revelado no Coritiba e desde 2013 no futebol japonês. Ele chegou a aumentar a vantagem do visitante Kashiwa Reysol para 3 a 1, mas outro atleta com passagem pelo Coritiba, o volante Júnior Urso, diminuiu o prejuízo dos chineses ainda no primeiro tempo. Na etapa final, o Shandong Luneng vencia por 4 a 3, mas Cristiano igualou a contagem aos 31 minutos, numa lambança incrível do goleiro.

Empate insosso. No outro jogo da chave, o Jeonbuk Motors (Coreia do Sul) visitou o saco de pancadas Binh Duong (Vietnã), mas se deu mal. O veterano meia-atacante Eninho, 33 anos, na Ásia ininterruptamente desde 2007, até abriu o placar num belo gol olímpico no primeiro tempo, mas os donos da casa empataram aos 48 minutos da etapa final, conseguindo o primeiro ponto na Liga dos Campeões da Ásia 2015.

Ex-Grêmio faz Gamba Osaka sonhar

A campanha dos times japoneses de maneira geral era bastante fraca e o Gamba Osaka era uma das equipes com possibilidade de eliminação antes da última rodada. Porém, a equipe superou o líder do Grupo F, o Buriram United (Tailândia), que jogou em casa e começou ganhando logo aos nove minutos.

A situação estava complicada, mas eis que o atacante Lins, que certamente não deixou saudades com a camisa do Grêmio, mas se destacou no Criciúma, aparece no meio da defesa adversária e toca rasteiro, na saída do goleiro, empatando a partida. Eram 41 minutos do primeiro tempo e o Gamba Osaka ainda alcançou a vitória, com gol a três minutos do fim.

Agora os japoneses somam quatro pontos, ainda na lanterna, mas a três da primeira posição, que pertence ao Buriram United. Seongnam (Coreia do Sul), com sete pontos, e Guanghzou R&F (China), com quatro, completam a classificação.

Gol de Elkeson não adiantou

No Grupo H, o Guangzhou Evergrande (China) sofreu a primeira derrota na Liga dos Campeões da Ásia 2015. Jogando no Japão, diante do lanterna Kashima Antlers, esperava-se a vitória dos chineses, mas eis que os japoneses abriram o placar aos 19 minutos. Elkeson marcou seu gol aos 30 minutos da etapa final, após cruzamento na pequena área e posicionamento certeiro para tocar de primeira na bola.

Porém, o Guangzhou Evergrande não contava com um gol do Kashima Antlers já aos 48 minutos, que deu a vitória à equipe. O time do Japão continua na lanterna, mas agora está a dois pontos de FC Seoul (Coreia do Sul) e Western Sydney Wanderers (Austrália), com chances de classificação. Já os chineses lideram com nove, ainda tranquilos.

Outras curiosidades

A goleada. Ninguém esperava, mas o Lokomotiv Tashkent (Uzbequistão) é dono da maior goleada da Liga dos Campeões da Ásia 2015 até aqui. A equipe, que disputa a fase de grupos pela primeira vez, recebeu o Al Sadd (Catar), dos brasileiros Muriqui e Grafite, que foram titulares, fazendo 5 a 0 sobre o adversário.

Foi a segunda vez que os catarianos levam de 5 a 0 na Liga dos Campeões da Ásia: em 2014, o Al Hilal (Arábia Saudita) alcançou o mesmo resultado. Com a vitória, o time uzbeque sobre para o terceiro lugar, com quatro pontos, três atrás de Al Sadd e Al Hilal.

Eliminações. Há duas equipes matematicamente fora da Liga dos Campeões da Ásia 2015. A principal surpresa é a eliminação precoce do Bunyodkor (Uzbequistão), que somou apenas um ponto no Grupo A e não pode mais alcançar o segundo colocado Lekhwoya (Catar), com sete, por causa do número de vitórias (2 contra 0). É a primeira vez que o Bunyodkor sucumbe na fase de grupos, em oito participações. A outra eliminação era esperada: o Binh Duong (Vietnã) fez quatro gols e levou 12 e pelo menos conseguiu um ponto no Grupo E, graças ao empate com o time de Eninho.