Como já dizia o Bonde da Stronda, o ritmo é frenético. Duas rodadas por semana dão pouco tempo para o pobre entusiasta de análise de dados trabalhar. Olhando pra trás, as análises mais gerais já começam comprometidas por conta dos jogos adiados. Mas essa série sobre a Força da Tabela, ao menos por enquanto, vai olhar pra frente.

Então vamos ver o Tamanho da Porra Vindo (como sugeriu o @vuintrieri) para cada time, usando a FoTab (sugestão do Felipe nos comentários do último texto e que passa a ser a sigla oficial aqui). O cálculo é o mesmo que eu já expliquei no primeiro texto, e eu vou fazer referência a ele ainda algumas vezes pra colocar todo mundo na mesma página.

Gráfico da FoTab da rodada 3
Gráfico da FoTab da rodada 4

Curiosamente, dois times que começaram mal o campeonato vão ter suas chances de recuperação imediatamente. O Fortaleza perdeu dois jogos e agora tem a sequência mais fácil de todo o campeonato: Botafogo (c), Goiás (f), Corinthians (f), Bragantino (c), Ceará(f) e Flamengo(f). Especialmente os cinco primeiros dessa sequência são fundamentais pra recuperação do Leão, enquanto torce pra má fase do Flamengo se manter até a oitava rodada.

A outra chance de redenção é do Coritiba. Após o jogo de sábado contra o Flamengo, a sequência do Coxa tem Corinthians (f), Bragantino (f), Sport (c), Botafogo(f), Atlético-MG(c) e Goiás (f). Um detalhe curioso é que as duas sequências, do Coritiba e do Fortaleza, são as mais fracas mesmo com 4 jogos como visitante. O sinal amarelo já está ligado para os dois times, e se nada mudar até a sétima rodada, já será definitivamente tarde demais.

O São Paulo não busca redenção, venceu seu único confronto até agora. Não dá pra chamar uma vitória de fase boa, mas se ela dá um embalo, é hora de aproveitar. O Tricolor aparece com sequências fáceis tanto para a terceira quanto para a quarta rodada. Vamos ver como o time de Fernando Diniz tira proveito desse momento.

Por outro lado, o Bahia não vai ter vida mole. A estreia com vitória veio em boa hora pra dar confiança ao time, mas a sequência é pesada: Bragantino (c), São Paulo (f), Ceará (f), Palmeiras (c), Flamengo (c), Internacional (f) e Grêmio (c).

O Palmeiras apareceu com a tabela difícil nas duas primeiras rodadas e aparece aqui de novo. Mas o principal vilão dessa sequência é o jogo na quarta rodada contra o Athletico Paranaense. Depois disso, receber adversários mais fortes (Santos e Inter) e visitar rivais mais fracos (Bahia e Bragantino) puxa a FoTab do Palmeiras para o meio do pote.

E assim seguimos enquanto houver jogos. No que depender da CBF, a pandemia não vai ser um problema.