BrasilCampeonato Brasileiro

Um time mais direto e mais eficiente: os números que explicam a ascensão do Palmeiras

A ascensão do Palmeiras nas últimas oito rodadas do Campeonato Brasileiro é notável. Desde que Marcelo Oliveira assumiu a equipe, os alviverdes conquistaram seis de suas oito vitórias na campanha. Ótima sequência referendada neste domingo, dentro de São Januário: os paulistas golearam o Vasco por 4 a 1. Ainda que os cruzmaltinos não vivam boa fase, a atuação massacrante no primeiro tempo colocou os palmeirenses na terceira colocação. Em suas entrevistas após o jogo, o novo treinador não deixou de elogiar Osvaldo de Oliveira, de quem herdou um elenco já montado. Porém, não dá para negar também os méritos do mineiro. Especialmente diante dos números.

O Palmeiras de Marcelo Oliveira é bem mais direto em suas ações. Toca menos a bola, mas também precisa de menos passes para finalizar. Deixou de cruzar tanto para fazer mais lançamentos, o que caracteriza o jogo vertical. E também se tornou mais eficiente. Ainda que a diferença não seja tão gritante, o aproveitamento do time melhorou em quase todos os fundamentos. Em especial, nos chutes certos que acabam nas redes. O que explica bastante os 19 pontos conquistados em 24 possíveis.

Alguns jogadores cresceram demais nas últimas rodadas – Leandro Pereira, Egídio e Rafael Marques, por exemplo, para ficar apenas em alguns nomes. Marcelo Oliveira, que já tinha feito muitos jogadores subirem de produção além das expectativas no Cruzeiro, parece repetir o mesmo entre os alviverdes. E a soma de tantos fatores se reflete em campo. De uma campanha mediana, o Palmeiras se põe entre os candidatos ao menos a uma vaga na Libertadores. Uma reviravolta que entra na conta da mudança no banco de reservas.

Abaixo, a comparação detalhada dos números do Palmeiras antes e depois de Marcelo Oliveira. Os dados foram retirados da Footstats, e estão comparados conforme a média por jogo. Como leitura complementar, também recomendo o texto do amigo Daniel Cassol, que destrinchou os detalhes da mudança além dos números após a 14ª rodada.

palmeiras

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo