Brasil

Sem firula! Caça-Rato rouba o gol de companheiro que havia driblado o goleiro

Flávio Caça-Rato não gosta de enrolação. Quando Jajá driblou o goleiro Júlio César, do América Mineiro, e enrolou para colocar a bola para dentro, aparentemente preparando o corpo para marcar de calcanhar, o CR7 brasileiro perdeu a paciência e deu uma bicuda para dentro das redes, roubando o gol do companheiro no empate do Tupi por 1 a 1, pela décima rodada do Campeonato Mineiro.

LEIA MAIS: Calados e subservientes, clubes merecem o golpe que tomaram da CBF

A atitude de Jajá, compreensivelmente, irritou os jogadores do América Mineiro, mas o jogador do Tupi pediu desculpas e alegou que parou a bola em cima da linha porque achava que estava impedido – como se alguma vez na história do futebol um jogador tenha decidido parar a bola em cima da linha em vez de fazer o gol porque estava em dúvida sobre a legalidade da sua posição.

Caça-Rato seguiu a mesma linha: disse que o companheiro não quis menosprezar ninguém e, se não acompanhasse a jogada, Jajá seria desarmado pela marcação.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios? Aí é falta desleal =/

A Trivela é um site independente, que precisa das receitas dos anúncios. Desligue o seu bloqueador para podermos continuar oferecendo conteúdo de qualidade de graça e mantendo nossas receitas. Considere também nos apoiar pelo link "Apoie" no menu superior. Muito obrigado!