BrasilCampeonato Brasileiro

Qual personagem de Jim Carrey seria a diretoria do Corinthians?

O panteão de faixas maravilhosas que a torcida do Corinthians já usou para protestar, que contém pérolas como “Patifes, Ociosos e Energúmenos”, “A Fiel repudia esses m… (…), pois são comédias” e a quase poética “Jogadores mercenários, futebol precário”, entre outras dezenas, ganhou mais um membro nesta quinta-feira: “Diretoria = Jim Carrey”.

LEIA MAIS: Ronaldo, 40 anos: fenômeno em campo, polêmicas, lenda da Seleção e atormentado por lesões

Vinte membros da torcida organizada Camisa 12 reuniram-se no CT Joaquim Grava para protestar contra a fase do clube, que ganhou apenas duas vezes nas últimas 12 rodadas do Campeonato Brasileiro e não faz gol há quatro partidas pela liga nacional. O time que chegou a brigar pelo título está em oitavo lugar, com 42 pontos, e pode ser ultrapassado pelo Botafogo, que enfrenta o Figueirense no domingo.

Nem mesmo a expansão de vagas para a Libertadores imposta pela Conmebol garante que o Corinthians não sairá do Brasileirão com as mãos abanando, já que, embora próximo da sexta colocação, não há nada no futebol da equipe, incapaz de colocar a bola na rede, que sugira alguma regularidade na reta final para terminar à frente dos concorrentes. Atlético Paranaense, Grêmio e Botafogo estão em fase melhor.

A torcida até cobrou raça e vontade dos jogadores, mas o alvo principal dos protestos foi a diretoria. Houve uma paródia do vice-presidente André Negão, com um homem vestido de paletó e gravata segurando sacos de dinheiro. Em março, o dirigente foi alvo de condução coercitiva e levado para depor na 26ª fase da Operação Lava-Jato. Acabou preso por posse ilegal de armas e foi solto sob fiança de R$ 5 mil. Além dele, muito próximo de Andrés Sánchez, receberam críticas o presidente Roberto de Andrade e o diretor adjunto de futebol Eduardo Ferreira.

Daria para ser diferente? Não faz um ano que o Corinthians era campeão brasileiro e, de repente, entra em campo na 29ª rodada do campeonato, contra o terceiro colocado, com Gustavo no comando do ataque, jogador de 22 anos que até o final de agosto defendia o Criciúma na segunda divisão. Ele pode até acabar se provando um grande fazedor de gols, mas todo mundo foi embora: 20 jogadores que atuaram pelo menos uma vez na campanha do ano passado já foram negociados.

Ao repô-los, não houve nenhuma grande contratação. Vieram alguns bons nomes, como Guilherme e Giovanni Augusto, mas outros foram apostas baratas, já que a situação financeira do clube é complicada, e muitas delas não deram certo. André foi a tentativa de encontrar um novo Vagner Love. A tentativa falhou. Vilson também foi mal. Williams mal joga. Sem mencionar erros do passado, como Cristian, que recebe um alto salário e não consegue corresponder em campo.

Havia muita confiança na capacidade de Tite tirar o melhor de um elenco enfraquecido pelas saídas de Renato Augusto, Jadson, Gil e companhia, mas a seleção brasileira atrapalhou esse plano. Cristóvão Borges ficou no comando por menos de 20 jogos e, quando a passagem de um treinador é tão curta, quem o contratou cometeu um erro na hora de escolhê-lo ou na hora de demiti-lo.

Apesar de todos os problemas, Roberto de Andrade conseguiu se sair com essa declaração controversa. “Nosso planejamento foi perfeito”, disse. “Trouxemos jogadores no início da temporada, ninguém chegou ontem”.  Andrade disse isso em 23 de agosto. Dois dias depois, o Corinthians anunciou dois reforços, Gustavo e Jean, volante que estava no Paraná, também da segunda divisão.

Por tudo isso, parece natural que os torcedores do Corinthians sintam a necessidade de expressar a insatisfação com a maneira como o clube está sendo conduzido e a referência a Jim Carrey foi muito criativa. Faltou apenas detalhar exatamente a qual personagem do ator canadense o protesto estava se referindo, mas, como um livro que deixa o final em aberto, os autores da faixa permitiram que nós concluíssemos sozinhos qual é a resposta. E precisamos da sua ajuda. Pensamos em vários filmes do Jim Carrey, mas simplesmente não conseguimos definir qual é o mais apropriado para a situação. Vocês podem nos ajudar a escolher?

Procura-se rapaz virgem

Condessa (Lauren Hutton), uma vampira de 400 anos, tem um problema: para continuar bela e jovem, precisa beber o sangue de um virgem antes do Halloween. No entanto, o artigo anda em falta em Los Angeles e a busca não prospera, até que ela tromba com Mark Kendall (Jim Carrey), um inocente rapaz de 21 anos, que anseia em fazer amor pela primeira vez.

Ace Ventura – Um Detetive Diferente

Ace Ventura (Jim Carrey) é um detetive de animais que precisa investigar o desaparecimento de um golfinho, mascote do Miami Dolphins, time de futebol americano. Com seu jeito atrapalhado, conduz a investigação de uma maneira muito peculiar.

Debi & Lóide: Dois Idiotas em Apuros

As aventuras de dois amigos – Lloyd Christmas (Jim Carrey) e Harry Dune (Jeff Daniels) – com bom coração, mas extremamente estúpidos.

O Pentelho

Um instalador de TV a cabo (Jim Carrey), solitário e desajustado, quer um novo amigo e tenta se aproximar do seu último cliente (Matthew Broderick). Diante da rejeição que encontra, torna a vida do seu alvo um inferno com uma série de transtornos.

O Mentiroso

Advogado acostumado a mentir, Fletcher Reede encontra-se em uma situação complicada quando seu filho, ao soprar as velinhas do seu bolo de aniversário, pede que o pai não minta por um dia.

O Show de Truman

Truman Burbank (Jim Carrey) achava que apenas levava uma vida pacata com a esposa (Laura Linney), mas não fazia ideia do que estava acontecendo: na realidade, sua vida era um programa de TV.

Todo-Poderoso

Bruce Nolan (Jim Carrey) reclama tanto de Deus que recebe Dele poderes totais para fazer o que quiser. No entanto, descobre que administrar o mundo é mais difícil do que parece.

Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças

Joel (Jim Carrey) fica irritado quando sua ex-companheira Clementine (Kate Winslet) passa por um procedimento para retirar de sua mente os momentos vividos com ele e faz o mesmo. No entanto, arrepende-se de ter deletado as memórias felizes que viveu com a ex-namorada e trava uma luta dentro da própria cabeça para recuperá-las. Apenas na perda descobre o valor do que tinha.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo