Brasil

Eduardo Campos, torcedor do Náutico e pai da Arena Pernambuco

Eduardo Campos, que foi torcedor do Náutico, pai da Arena Pernambuco e membro da CPI do Futebol, morreu hoje aos 49 anos, em Santos. Ele era candidato à Presidência da República pelo PSB e estava em terceiro lugar nas pesquisas de intenção de voto.

Campos tem uma longa trajetória ligada ao esporte. Durante seu mandato como governador, de 2007 a 2014, Pernambuco ergueu a arena do Mundial, em São Lourenço da Mata, e recebeu a Copa do Mundo. A obra foi controversa por levar o torneio para uma região sem infraestrutura esportiva, mas o plano do governo era de que, aos poucos, o estádio impulsionasse o desenvolvimento econômico da região. Campos era um dos maiores entusiastas do novo estádio e fez uma série de esforços para que os clubes pernambucanos mandassem seus jogos na arena.

Homenagem do Náutico a Eduardo Campos
Homenagem do Náutico a Eduardo Campos

Além disso, ele foi um dos mais ativos membros da CPI do Futebol. Houve duas comissões destinadas a investigar o futebol nacional, entre 1999 e 2001. Ele foi um dos sub-relatores da primeira comissão e foi encarregado de investigar e reportar o tráfico de adolescentes e jovens brasileiros para o exterior. Sua relação com Ricardo Teixeira, então presidente da CBF, sempre foi protocolar. Eles eram adversários nos debates quanto ao rumo do esporte. Essa relação se tornou tensa justamente por causa da participação de Campos na CPI

Naquela comissão tensa, Campos protagonizou uma cena curiosa. Deputado jovem, inexperiente, então mais conhecido como neto de um dos maiores políticos de Pernambuco, Miguel Arraes, Campos perguntou a Ronaldo Fenômeno se ele era responsável por marcar Zidane na final da Copa de 1998.

Campos deixa a mulher, a economista Renata Campos, e cinco filhos. Também deixa a torcida do Náutico, da qual era torcedor, de luto.

O rival Sport também fez uma homenagem ao ex-governador
O rival Sport também fez uma homenagem ao ex-governador

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo