Copa do Brasil

Pivô, oportunismo e frieza: Lucas Barrios mostrou as qualidades de um bom centroavante

Lucas Barrios parece estar reencontrando seu bom futebol com a camisa do Grêmio, depois de não ter brilhado como se esperava no Palmeiras. Nesta quarta-feira, marcou duas vezes na vitória por 3 a 1 sobre o Fluminense, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, e já chegou a nove gols desde que se transferiu para o Rio Grande do Sul. É o artilheiro do clube gaúcho em 2017, apesar de ter estreado apenas no início de março, no Grenal da primeira fase do campeonato estadual.

LEIA MAIS: Guia dos Torcedores para o Brasileirão 2017

Barrios marcou seus nove gols em 15 partidas pelo Grêmio, oito como titular. O primeiro saiu apenas na quinta aparição, contra o Veranópolis, no jogo de ida das quartas de final do Campeonato Gaúcho. Deixou sua marca também na volta. Embalou de verdade no final de abril. Anotou sete tentos em seus últimos cinco duelos: um contra Novo Hamburgo e Deportes Iquique, três diante do Guaraní e dois nesta quarta-feira.

Contra o Fluminense, Barrios mostrou as qualidades que um bom centroavante precisa ter. Depois de Renato Chaves abrir o placar para os visitantes, fez o pivô, em tabela com Arthur, que entrou na área, driblou o goleiro e empatou. Pedro Rocha perdeu a chance da virada, no final do primeiro tempo, cara a cara com Cavalieri, que voltou a trabalhar em chute de Ramiro, já depois do intervalo.

Não pode fazer nada na jogada ensaiada do clube gaúcho: na primeira trave, Kannemann desviou cobrança de escanteio para trás, e Barrios, oportunista, apareceu na pequena área para completar.

 

O terceiro gol do paraguaio foi mais bonito. Dominou passe de Cortez dentro da área e parou diante da marcação de Renato Chaves. Sambou para cá, sambou para lá, e teve frieza para esperar a hora certa de finalizar por baixo das pernas do zagueiro do Fluminense.

 

Pivô, oportunismo e frieza: Lucas Barrios foi um centroavante de excelência na noite desta quarta-feira e vem retribuindo a confiança que o Grêmio depositou nele.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo