Brasileirão Série A

Por um Santos cauteloso e reativo, Fernández deve ser solução de problema que a Data Fifa criou

Santos não terá o lesionado Tomás Rincón diante do Botafogo e vaga deve ficar com o uruguaio Rodrigo Fernández

Cortado da seleção da Venezuela por conta de uma lesão muscular na posterior da coxa direita, o meio-campista Tomás Rincón se reapresentou no CT Rei Pelé nesta terça-feira (21) e iniciou o seu tratamento com os médicos do Santos. Em razão do problema, o capitão alvinegro não irá enfrentar o Botafogo no próximo domingo (26), às 16 horas (horário de Brasília), no estádio Nilton Santos, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Desta forma, a tendência é que Rodrigo Fernández receba nova oportunidade como titular do Peixe.

O uruguaio tem Dodi como principal concorrente para ficar com a vaga de Rincón, que não deve ser desfalque pelo restante do campeonato. Como a lesão foi considerada leve, o venezuelano tem chances de voltar ao time diante do Fluminense, no próximo dia 29, na Vila Belmiro.

Apesar da disputa de posição de Rodrigo Fernández com Dodi, o técnico Marcelo Fernandes deve optar pelo uruguaio devido à forte característica de marcação do volante. Em partidas como visitante tem sido comum ver o treinador alvinegro colocar o Santos em campo com uma postura defensiva para explorar os contra-ataques. Foi assim, por exemplo, diante do limitado time do Goiás, no Hailé Pinheiro, no último dia 9, quando o Santos venceu por 1 a 0, com gol de Furch aos 42 minutos do segundo tempo.

Santos pronto para contra-atacar

Imaginando que o Botafogo – em crise, mas ainda tentando se agarrar em um último fio de esperança na briga pelo título – buscará a vitória a todo custo sobre o Santos, Marcelo Fernandes tentará deixar o time muito bem organizado em termos defensivos para, desta forma, suportar a pressão dos donos da casa e agredir o adversários em falhas de posicionamento. Conforme já foi dito pelo próprio treinador santista, o objetivo é pontuar. Mesmo que isso signifique apostar tudo em um empate.

Vale lembrar que o confronto com o Peixe representará a segunda partida do técnico Tiago Nunes no comando do Botafogo. A primeira acontece nesta quinta-feira (23), contra o Fortaleza, na Arena Castelão, às 19 horas (horário de Brasília), em jogo adiado da 29ª rodada.

Botafogo jogará a vida contra o Santos

Sem vencer há seis rodadas, o Botafogo, que esteve com 13 pontos de vantagem na liderança do Brasileirão para o segundo colocado, viu essa diferença ser ruir e foi ultrapassado pelo Palmeiras, que atualmente é o primeiro colocado da competição com 62 pontos. O Botafogo é o vice-líder com 60 pontos e um jogo a menos do que o Alviverde.

Por conta do momento na competição, o Botafogo encara o confronto contra o Santos como uma verdadeira decisão. Afinal, dependendo do resultado contra o Fortaleza, uma derrota para o Peixe pode colocar fim em qualquer chance de título do time carioca.

Dodô volta para a defesa do Santos?

Além de confirmar quem fica com o lugar de Rincón, o técnico Marcelo Fernández vive a expectativa para a volta de Dodô. Em transição física após se recuperar de dores no joelho, o lateral-esquerdo que vinha atuando como terceiro zagueiro tem aprimorado o condicionamento, mas ainda não trabalhou com o restante dos companheiros.

A sua participação no duelo frente ao Botafogo está atrelada à liberação dos preparadores físicos do Peixe. No mais, Marcelo Fernandes deve manter o time que vinha jogando nas últimas rodadas. Inclusive com Nonato na vaga de Lucas Lima.

Com 42 pontos conquistados, o Santos ocupa a 14ª colocação na tabela e busca mais três pontos na competição para se ver definitivamente livre de qualquer risco de rebaixamento.

 

 

Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Bruno Lima nasceu em Santos (SP) e se formou em Jornalismo na Universidade Católica de Santos (UniSantos) em 2010. Antes de escrever para Trivela, passou por A Tribuna
Botão Voltar ao topo