O Arsenal acertou a venda do zagueiro Laurent Koscielny, de 33 anos, para o Bordeaux. O valor da transferência foi de € 5 milhões e o jogador, que era o capitão do time, conseguiu a transferência que pediu desde que se recusou a viajar para a pré-temporada do time. Encerra, assim, a sua passagem pelo clube de Londres com uma mancha. Tinha contrato por mais um ano com o Arsenal e queria que o clube o liberasse de graça.

Nesta terça-feira, o jogador fez exames médicos e assinou contrato com o Bordeaux. “Nós decidimos sancionar a sua transferência para o Bordeaux uma vez que chegamos a termos aceitáveis”, afirmou o Arsenal em um comunicado do clube. “Nós agradecemos por sua contribuição ao clube e deseja a ele o melhor para o futuro”.

Koscielny chegou do Lorient em julho de 2010 por € 12,5 milhões. Se tornou um jogador fundamental no time de Arsène Wenger, tornando-se um dos líderes do elenco e capitão do time nas últimas temporadas. Foi jogador da seleção francesa, mas acabou se machucando pouco antes da Copa 2018 e acabou não convocado pelo técnico Didier Deschamps. Decidiu então se aposentar de defender a França depois da Copa do Mundo, quando viu que estava fora dos planos do técnico dos Bleus.

O jogador rejeitou proposta de renovação de contrato por sentir que foi desvalorizado por sua contribuição e pela sua capacidade. O Arsenal queria manter o jogador, mas depois do episódio da recusa em viajar, o clube decidiu punir o jogador e o instruiu a treinar com o time sub-23. Depois, porém, ofereceu para que ele voltasse a treinar com o time principal. Koscielny, porém, não mudou de ideia e estava determinado a sair do clube e voltar ao seu país natal. Além do Bordeaux, havia conversas também com o Rennes.

O Arsenal tenta a contratação de um zagueiro antes do fim da janela de transferências da Premier League, na quinta-feira, às 17h no horário de Londres (13h no horário de Brasília). O time tem problemas no setor. O técnico Unai Emery tem Shkodran Mustafi, Sokaris, Calum Chambers, Rob Holding e Kostantinos Mavropanos, poucas opções de qualidade.

Especula-se que o Arsenal tenta a contração de dois outros jogadores para a zaga até o fim da janela, na quinta-feira: Dayot Upamecano, do RB Leipzig, ou Daniele Rugani, da Juventus. O primeiro parece ser mais difícil porque o jogador não está disposto a abrir mão de jogar a Champions League e, por isso, Rugani pode acabar sendo o alvo, até porque o clube italiano contratou o holandês Matthijs de Ligt, do Ajax. O Arsenal corre contra o tempo para conseguir ao menos uma contratação para o setor até quinta-feira.