O Boca Juniors não fez a melhor de suas apresentações na reestreia de Carlos Bianchi, mas garantiu o mais importante: a vitória. Diante de uma Bombonera lotada, os xeneizes viram o Quilmes abrir dois gols de vantagem em oito minutos. Ao menos a equipe teve capacidade de se remontar após o susto, buscando a virada por 3 a 2 e garantindo os primeiros pontos no Torneo Final do Campeonato Argentino.

Wilfrido Olivera e Cristian Menéndez fizeram os gols dos visitantes e o Boca só começou a reação aos 38 minutos do primeiro tempo, com Walter Erviti. Guillermo Burdisso igualou e, depois que Agustín Orión defendeu pênalti cobrado por Martín Cauteruccio, o zagueiro assegurou a vitória aos 36 minutos do segundo tempo, em belo tento de voleio.

“Guardo a torcida no coração. Estou contente pela forma como me receberam. Agradeço também o empenho demonstrado pelos jogadores, que viraram uma partida complicada”, declarou Bianchi, após a partida.

Entre as arquibancadas, a presença ilustre era de Riquelme, que firmou seu retorno ao Boca nesta semana: “Sinto alegria, estou me sentindo como um jogador outra vez. Tenho um compromisso muito importante e espero cumpri-lo bem. Segunda conversarei com Bianchi e me prepararei por vários dias. Espero que se repita 2007, quando não fiz pré-temporada e conquistamos a Libertadores”.

Nas outras partidas da rodada inaugural do Torneo Final, destaque para o Vélez Sarsfield, que derrotou o Argentinos Juniors dentro da casa do adversário. Em partida marcada pela queda de energia no Estádio Diego Armando Maradona, a vitória por 1 a 0 foi proporcionada por gol de Lucas Pratto.