Boca arranca empate no fim contra Atlético Rafaela

Xeneizes ficam em situação delicada no Torneo Final com o empate fora de casa, enquanto o River vence e continua firme na liderança

Tropeçando na primeira fase da Copa Libertadores, o Boca Juniors também está em maus lençóis no Campeonato Argentino. Fora de casa, os xeneize sofreram para sequer empatar em 1 a 1 com o Atlético Rafaela, no Nuevo Monumental, neste domingo.

A partida, que estava surpreendente desde o início, via os mandantes do Rafaela pressionarem o Boca em busca do primeiro gol. Apático, o visitante esperou o Atlético tomar a iniciativa e ficou em seu campo de defesa, à espera de um erro de contra ataque.

Com a faca entre os dentes, La Crema partiu bem e agrediu o esquadrão xeneize na hora certa. Eluchans inaugurou os trabalhos, cobrando um pênalti originado numa mão na bola por parte de Guillermo Fernandez. A reação dos comandados de Carlos Bianchi foi tardia, mas não falhou.

Aos poucos e especialmente no segundo tempo, o Boca dominou o adversário e criou mais chances, fazendo valer a tradição, nesses tempos turbulentos em que a camisa acaba pesando. Aos 37 finais, Blandi deixou tudo igual e cabeceou firme para completar uma linda jogada de Palacios, que arrancou pela esquerda, fintou o marcador e cruzou na medida.

Se a situação tivesse virado a favor dos xeneize mais cedo, talvez o resultado fosse outro, mas Bianchi e seu elenco provaram que a vontade unida ao talento pode fazer a diferença. Caso entrem um pouco antes no jogo e não se percam na apatia que se abateu na primeira etapa.

Na 16ª posição do Torneo Final, somando apenas cinco pontos em cinco partidas, o Boca precisa mostrar sua força, ou vai se complicar na competição. O Rafaela não está muito melhor, com seis pontos no torneio.

River segue como líder isolado e vence de forma sofrida

Sozinho na ponta da tabela e na frente do Godoy Cruz, o River Plate conseguiu mais três pontos no Monumental de Núñez, com muito custo, mais cedo no domingo. A vitória de 2 a 1 diante do Colón foi complicada, mesmo com os Millonarios abrindo dois tentos de vantagem durante o primeiro tempo.

Trezeguet e Ponzio marcaram e a torcida local já armava a festa, quando o tempo começou a fechar, dando margem para uma recuperação dos visitantes. Sofrendo pressão da equipe de Santa Fe, o River escapou com alguma sorte e pouco juízo de uma frustração maior dentro de seus domínios.

Na etapa complementar, os Sabaleros foram para o ataque e se aproveitaram da nova formação utilizada por Ramón Díaz. Mais defensivo, o River convidou o Colón para o seu campo e por pouco não pagou caro pela postura defensiva. Gigliotti descontou, mas a reação parou por aí.

O panorama é ruim para o pessoal de Santa Fe, que estacionou na 19ª colocação, com apenas dois pontos. Os Millonarios, que não têm nada a ver com isso, seguem na liderança.

Confira os resultados da 5ª rodada do Torneo Final

Sexta-feira, 8/mar
Belgrano 1×0 Vélez Sársfield
Independiente 0x1 Godoy Cruz

Sábado, 9/mar
Unión 1×1 All Boys
Estudiantes 2×4 Newell´s Old Boys
San Martín 0x3 Racing

Domingo, 10/mar
San Lorenzo 0x1 Tigre
River Plate 2×1 Colón
Atlético Rafaela 1×1 Boca Juniors

Segunda-feira, 11/mar
Lanús x Arsenal de Sarandí
Argentinos Juniors x Quilmes